Islamismo no Brasil e no Mundo

Islamismo no Brasil e no Mundo

ISLAMISMO NO BRASIL E NO MUNDOOs islâmicos crêem em um só Deus, Alá, e nos ensinamentos de Maomé (chamado O Profeta), contidos no Corão, seu livro sagrado. A palavra islã significa submeter-se e exprime a obediência à lei e à vontade de Alá. Também acreditam na predestinação, na existência do paraíso, do inferno e no dia do juízo final, quando Alá virá julgar todos os povos de acordo com suas ações em vida. O primeiro grande contingente de muçulmanos que chega ao Brasil é formado por africanos trazidos como escravos. Em 1835, eles participam da Revolta dos Malês, na Bahia, uma rebelião contra a escravidão. Vencidos, os malês dispersam-se. A primeira mesquita islâmica só é fundada em 1929, em São Paulo. A convergência de imigrantes árabes para a fronteira do estado do Paraná com o Paraguai faz com que a região, especialmente Foz do Iguaçu, se transforme em um dos lugares de maior concentração de muçulmanos do país. Segundo o Censo de 2000, há 27,2 mil islâmicos no país.

Islamismo no Mundo

Religião monoteísta baseada nos ensinamentos de Mohammed, ou Muhammad, chamado pelos europeus da época de Maomé. A palavra islã significa submeter-se e exprime a obediência à lei e à vontade de Alá (Allah, Deus em árabe). Seus seguidores são conhecidos como muçulmanos – Muslim, em árabe, aquele que se subordina a Deus. Eles se dividem em dois grandes grupos: os sunitas (84%) e os xiitas (16%).

ISLAMISMO NO BRASIL E NO MUNDOA história de Maomé

O profeta Maomé (570-632) nasce em Meca, na Arábia Saudita. Começa a pregar aos 40 anos, quando, segundo a tradição, recebe uma mensagem do arcanjo Gabriel, que lhe ordena pregar em nome do Deus único. Na época, as religiões da península Arábica eram o cristianismo bizantino, o judaísmo e o politeísmo. Maomé passa a pregar sua mensagem monoteísta e encontra grande oposição. Perseguido em Meca, emigra para Medina, em 622. Esse fato, nomeado Hégira, é o marco inicial do calendário muçulmano. Em Medina, ele é reconhecido como profeta e legislador, assume a autoridade espiritual e temporal, vence a oposição judaica e estabelece a paz entre as tribos árabes. Quase dez anos depois, Maomé e seu exército ocupam Meca. Morre, em 632, como líder de uma religião em expansão.

Livros e doutrinas

O Alcorão (do árabe al-qur’ãn, leitura), livro sagrado do islamismo, é a coletânea das revelações divinas recebidas por Maomé de 610 a 632. Seus principais ensinamentos são a onipotência de Deus e a necessidade de bondade, generosidade e justiça nas relações entre as pessoas. A segunda fonte de doutrina do Islã, a Suna, é um conjunto de preceitos baseados nos hadith (ditos e feitos do profeta).

Preceitos religiosos

A Sharia define normas de conduta, comportamento e alimentação, além dos cinco pilares da religião. O primeiro pilar é a shahada ou testemunho: não há outro Deus a não ser Alá, e Maomé é seu profeta. O segundo são as cinco orações diárias comunitárias (sãlat). O terceiro é uma taxa chamada zakat. O quarto consiste em cumprir o jejum nos dias do mês do Ramadã. O quinto pilar é o hajj, ou a peregrinação a Meca. A esses cinco pilares, a seita khawarij adicionou o jihad. Traduzido comumente como Guerra Santa, significa a batalha para difundir os princípios do Islã. Mas o jihad não é aceito por toda a comunidade islâmica. Muitos enfatizam seu aspecto interior – a luta do indivíduo contra os próprios erros.

www.klimanaturali.org

lumepa.blogspot.com

Arquivo