Mitologia Greco-Romana

Mitologia Greco-Romana

Mitologia Greco-RomanaConjunto das narrativas fantásticas e simbólicas das civilizações grega e romana e também chamadas de mitos (do grego mythos, fábula). Os personagens dessas narrativas são um grupo específico de deuses e heróis que se envolvem em circunstâncias extraordinárias em um tempo não identificado.

As narrativas mitológicas surgem no decorrer da história como forma de explicar a existência humana e os fenômenos sobrenaturais, contar a vida e as proezas de deuses e heróis ou ainda justificar as instituições sociais ou políticas. A mitologia greco-romana exerce grande influência na arte, principalmente na literatura e no teatro durante a Antiguidade e o Renascimento.

Mitologia Grega – Resulta da fusão das mitologias micênica e dórica, dos primeiros povos que ocuparam a Grécia. Tem suas principais fontes na Teogonia, de Hesíodo, e na Ilíada e na Odisseia, de Homero, escritas no século VIII a.C. Teogonia é a mais completa e importante fonte de mitos sobre a origem e a história dos deuses. Já as narrativas de Homero descrevem os grandes feitos da história grega, nos quais os heróis são ajudados pelos deuses, como na Guerra de Troia. Os deuses gregos são divididos em diversos grupos. O mais poderoso é o dos deuses do Olimpo, que se dividem em várias classes. A classe superior é formada por Zeus, governante de todos os deuses; Apolo, deus da música e da poesia; Palas Atena, deusa da sabedoria; Ares, deus da guerra; Hefestos, ferreiro dos deuses; Hermes, mensageiro dos deuses; Posêidon, deus dos terremotos e do oceano; Afrodite, deusa do amor; Ártemis, deusa da caça; Deméter, da agricultura; Hera, irmã e mulher de Zeus; e Héstia, deusa do fogo. Numa classe inferior estão Hades, irmão de Zeus e deus dos infernos; Dioniso, deus do vinho; Pã, deus das florestas; as ninfas, guardadoras da natureza; e as musas, que representam as artes e as ciências. Os heróis, seres mortais em sua maioria, são tão importantes na mitologia grega quanto os deuses. Os primeiros a surgir são Jasão, Teseu e Édipo. Na Guerra de Troia destacam-se, entre outros, Agamenon, Menelau e Ulisses (em grego Odisseus). Mas o principal herói grego é Héracles, mais conhecido pelo nome romano, Hércules.

Mitologia Romana – A principal função da mitologia romana é explicar o surgimento e a história de sua nação. Um exemplo é a narrativa mítica sobre a origem de Roma, segundo a qual os irmãos Remo e Rômulo fundam a cidade em 753 a.C. A mitologia romana arcaica, anterior ao contato com os gregos, cultuava três deuses principais: Júpiter, deus dos céus, posteriormente correspondendo a Zeus; Marte, o deus da guerra (Ares); e Quirino, que representava as pessoas comuns. Durante o século VIII a.C., os romanos entram em contato com a cultura grega, que passa a exercer forte influência sobre sua mitologia. Surgem, em Roma, inúmeros deuses e heróis muito semelhantes aos gregos, diferindo desses apenas no nome. No século VI a.C., os romanos começam a cultuar Juno, identificada com a deusa grega Hera, e Minerva, com Palas Atena. Entre os séculos VI a.C. e II a.C., aparecem Baco (o grego Dioniso), Diana (Ártemis), Mercúrio (Hermes), Netuno (Posêidon), Plutão (Hades) e Vênus (Afrodite).

www.klimanaturali.org