Acad, Império da Mesopotâmia

Acad, Império da Mesopotâmia

Acad, Império da MesopotâmiaAcad foi o primeiro império da Mesopotâmia foi estabelecido por um povo semita conhecido pelo nome de sua capital, Acad, situada em algum ponto da região entre os rios Tigre e Eufrates, próxima à Babilônia. A língua acádia é o elemento mais conhecido desse povo, que foi assimilado pela população suméria, dominante na região.

Por volta do ano 2300 a.C., o chefe semita Sargão I, cujo nome significa "rei justo" ou "rei verdadeiro", fundou a cidade de Acad e empreendeu bem-sucedidas campanhas bélicas, que estenderam seu domínio a toda a região mesopotâmica limitada ao sul pelo golfo Pérsico e ao norte pelo litoral mediterrâneo da Síria.

Após a morte do fundador da dinastia acádia, nenhum dos herdeiros -- Rimush e Manishtusu -- mostrou-se capaz de controlar o vasto império. O poder militar acádio foi temporariamente restabelecido por Naram-Sin, que combateu os bárbaros das zonas montanhosas do norte (montes Zagros, alto Tigre e alto Eufrates), dominou o país de Mogan e sufocou uma revolta das cidades mesopotâmicas. Seu sucessor, Sharkali-sharri, continuou a luta contra os guti e os amorritas, povos montanheses dos Zagros e do Curdistão.

Entre os anos de 2217 e 2139 a.C., aproximadamente, o poder da cidade e sua dinastia entrou em decadência até a completa desaparição. As cidades mesopotâmicas, dominadas pelos povos invasores, uniram-se novamente sob o domínio da dinastia de Ur.

Organização política e econômica
A dinastia acádia uniu numa organização estatal comum as diversas cidades independentes que existiam na Mesopotâmia. O império sediado em Acad, onde residia o monarca, compunha-se de diversas províncias. As diferentes comunidades conservaram suas principais instituições sob a supervisão dos funcionários reais que constituíam uma poderosa máquina administrativa. A época foi de grande prosperidade econômica, baseada na agricultura, no artesanato e no comércio. As relações comerciais com a Síria, o golfo Pérsico e com o vale do Indo, que forneciam à Mesopotâmia matérias-primas como madeira, couro e pedras, estão descritas em diversos documentos.

Arte
A arte acádia que chegou até o presente se compõe principalmente de estelas, com motivos bélicos ou religiosos. Entre elas é notável a de Naram-Sin, que se conserva intacta e na qual se pode ver o rei de Acad ouvindo as súplicas dos chefes de uma tribo montanhesa. Outra peça importante é uma cabeça de bronze que representa um rei acádio.

http://www-storia.blogspot.com.br/