Acróstico e Curiosidades Verbais

Acróstico e Curiosidades Verbais

No nome grego akrostichon, o prefixo akro indica extremidade, apontando a principal característica desse tipo de composição poética: as letras de uma das extremidades de cada verso vão formando uma palavra vertical, geralmente um nome próprio ou uma sugestão significativa.

Tão antigo quanto a própria poesia, o acróstico chegou a ser praticado por Camões, mas não passa, hoje, de um exercício lúdico que só se vê entre passatempos e curiosidades verbais.

Utilizado desde a antiguidade, inclusive nos livros bíblicos dos Provérbios e dos Salmos, em português o acróstico apareceu no Cancioneiro geral (século XVI) e chegou a ser feito por Camões, no soneto CCIX, cujo primeiro verso é "Vencido está de amor meu pensamento". Há muitas variantes: o acróstico alfabético, em que se vai enfileirando o alfabeto verticalmente; o mesóstico, em que as letras da palavra-chave aparecem no meio da composição, no final de cada primeiro hemistíquio ou início do segundo; e outras modalidades ainda mais complicadas.

Fizeram-se acrósticos em prosa, com as letras do começo de cada parágrafo, e se chegou a verdadeira mania de acrósticos nos tempos do barroco. O gênero, hoje, só aparece em versos de circunstância.

Literatura Total