Adjetivo | Palavra Que Caracteriza o Substantivo

Adjetivo | Palavra Que Caracteriza o Substantivo

Adjetivo | Palavra Que Caracteriza o SubstantivoAdjetivo é a palavra variável que caracteriza os seres nomeados pelo substantivo, descrevendo-lhes uma qualidade, o modo de ser, a aparência ou o estado: menino estudioso; pessoa prestativa; ambiente aprazível; criança débil. Uma mesma palavra pode ser substantivo (quando usada como termo determinado: um jovem aplicado) ou adjetivo (quando usado como termo determinante: um advogado jovem).

Os adjetivos dão mais precisão ao sentido dos substantivos ou lhes conferem um juízo de valor. Usados com acuidade, realçam o estilo; em excesso, enfraquecem-no.

O adjetivo diz-se substantivado quando, antecedido de um determinativo (geralmente um artigo), não funciona como termo determinante de nenhum substantivo: o desagradável da situação (comparar com "uma situação desagradável", em que "desagradável" funciona como adjetivo).

O adjetivo pode ser substituído por palavras ou expressões de outra classe gramatical, bem como por orações: (1) rio gigante (substantivo em função de adjetivo); (2) poltrona sem comodidade (locução formada por preposição + substantivo, substituível por "incômoda"); (3) escrita que não se consegue ler (oração de valor adjetivo, equivalendo a "ilegível").

Os adjetivos que se referem a continentes, países, regiões, estados, cidades, províncias, vilas e povoados denominam-se pátrios (europeu, alemão, amazônico, paraense, campista, minhoto etc.); os que se aplicam a raças ou povos, denominam-se gentílicos (latino, germânico). Os sufixos -ês ou -ense, -ão ou -ano, são os mais usados para a formação de adjetivos pátrios e gentílicos. Nos adjetivos pátrios compostos, o primeiro elemento assume forma alatinada, em geral reduzida: anglo-germânico, austro-húngaro, euro-asiático, franco-italiano, greco-latino, hispano-americano, indo-europeu, ítalo-suíço, galaico-português, luso-brasileiro, sino-soviético, teuto-argentino.

Emprego do adjetivo. O adjetivo pode desempenhar as funções sintáticas de adjunto adnominal (termo acessório, posposto ou anteposto ao substantivo, modificando-o sem intermediário: bom filho, filho bom) ou de predicativo (termo essencial, que exprime qualidade transmitida ao substantivo por intermédio de um verbo, explícito ou implícito: O mar estava calmo. Atrevida (é) essa resposta!).

Como predicativo, o adjetivo pode modificar o sujeito (predicativo do sujeito), o objeto direto (predicativo do objeto direto) ou o objeto indireto (predicativo do objeto indireto). Como predicativo do sujeito, usa-se com verbo de ligação (ser, estar, parecer, ficar etc.), explícito ou implícito, como nos exemplos acima (O mar estava calmo. Atrevida essa resposta!), ou com verbo intransitivo (João dorme tranquilo), caso em que, de certa maneira, também assume valor adverbial (embora predicativo do sujeito, com o qual concorda, também modifica a ação expressa pelo verbo). Como predicativo do objeto direto ou do objeto indireto, usa-se com verbo transitivo (Considera-o corajoso. Chamei-lhe tolo).

Em frases como "Falavam alto", "Sorriu amarelo", as palavras alto e amarelo estão sendo usadas com valor adverbial.

www.megatimes.com.br