Febre Tifoide no Mundo

Tags

Febre Tifoide no Mundo

Febre Tifóide no MundoFebre Tifoide é uma doença infecciosa aguda provocada pelo bacilo de Eberth (Salmonella typhi). O contágio ocorre por ingestão de água ou alimentos contaminados pela bactéria, que atravessa as paredes intestinais e se multiplica no tecido linfático. Após um período de incubação de 10 a 14 dias, aparecem os primeiros sintomas: dor de cabeça, fadiga, dores contínuas, febre e uma agitação que pode perturbar o sono. Pode haver também perda de apetite, hemorragias nasais, tosse e diarreia ou constipação. Durante a segunda semana de febre, quando o bacilo está presente em grandes quantidades na corrente sanguínea, uma erupção cutânea rosada surge no tronco e desaparece depois de quatro a cinco dias.

O homem é o único portador do bacilo de Eberth, agente causador da febre tifoide, que foi isolado, no século XIX, pelo médico alemão Karl Joseph Eberth. As fezes e a urina de pessoas infectadas são as principais fontes de contaminação.

As principais complicações da doença são hemorragia intestinal, inflamação aguda da vesícula biliar, colapso circulatório, pneumonia, osteomielite, encefalite e meningite. Em formas benignas da doença, no início da quarta semana, a febre começa a declinar, os sintomas desaparecem gradualmente e a temperatura volta aos poucos ao normal. Se não tratada, a febre tifoide é fatal em 25% dos casos.

A maioria das grandes epidemias de febre tifoide foi causada por contaminação das reservas de água potável. Alimentos e leite também podem ser contaminados por um transmissor da doença que se ocupe de sua manipulação ou processamento; por moscas; ou pelo uso de água poluída para fins de limpeza. A prevenção da febre tifoide depende, principalmente, do tratamento adequado do esgoto, da filtragem e da cloração da água, e do afastamento de pessoas contaminadas das indústrias alimentícias e restaurantes.

Após 1948, mostrou-se eficiente o tratamento da febre tifoide com antibióticos, particularmente com cloranfenicol, que baixa a febre do paciente em três ou quatro dias após o início do tratamento. Segue-se então uma melhora gradual, mas a droga deve ser administrada por várias semanas para prevenir recaídas. A ampicilina, geralmente combinada com outros medicamentos, também é uma eficaz alternativa terapêutica.

www.klimanaturali.org