Asfalto, Composto de Hidrocarbonetos

Tags

Asfalto, Composto de Hidrocarbonetos

#Asfalto, Composto de Hidrocarbonetos

Asfalto é um produto composto de hidrocarbonetos, com átomos isolados de nitrogênio, enxofre e oxigênio, cuja coloração vai do preto ao castanho. De consistência variável, oscila entre o líquido viscoso e o sólido cristalino. Encontra-se em estado natural ou pode ser obtido pela refinação de certos tipos de petróleo, de densidade elevada.

Utilizado desde a antiguidade como agente adesivo e protetor, o asfalto teve sua importância econômica ampliada a partir do século XX, quando passou a ser aproveitado na pavimentação de rodovias.

Também denominado betume, o asfalto natural apresenta em sua composição agregados minerais e misturas de rochas arenosas ou calcárias, o que o diferencia do obtido pela destilação do petróleo. Pedras calcárias e arenitos impregnados de asfalto localizam-se em diversos pontos da Europa, da Ásia e da América. Mas a maior jazida do mundo é um lago de asfalto da ilha de Trinidad, que cobre uma área de 46 hectares, com mais de trinta metros de profundidade. O asfalto forma nesse lago uma crosta dura na superfície e é extraído em pedaços, a golpes de picaretas, a fim de ser transportado em vagonetes ou caminhões até os pontos de embarque em direção às refinarias. Admite-se que o lago seja abastecido por alguma fonte subterrânea, pois, não obstante as enormes quantidades de asfalto retiradas, o nível do depósito não sofreu queda apreciável. Próximo, na Venezuela, existe outra jazida famosa, a de Bermúdez, de extensão superficial maior que a de Trinidad, mas de menor profundidade.
A maior parte do asfalto empregado na pavimentação de estradas procede do refino do petróleo, graças à possibilidade de controle da viscosidade e densidade do produto, o que permite a fabricação de revestimentos asfálticos com níveis de aderência e resistência adequados a cada circunstância (rodovias de alta velocidade, pistas em terrenos montanhosos, vias em zonas com alta pluviosidade etc). O asfalto é usado também em tintas e vernizes, impermeabilizantes e materiais para revestimento de tetos e pisos, paredes e alicerces, principalmente em casos que exigem proteção contra a água e a umidade.