Fundição (Indústria)

Fundição (Indústria)

Fundição (Indústria)

Entende-se por fundição o conjunto de operações pelas quais se dá forma aos materiais metálicos por meio da fusão dos mesmos, sua corrida sobre moldes adequados e sua solidificação.

De fundamental importância para o progresso da indústria pesada, o processo de fundição experimenta aperfeiçoamento contínuo e favorece a aplicação de técnicas modernas de metalurgia e siderurgia.

Antes de fundir o metal, prepara-se o molde, componente destinado a receber o metal fundido e a transformá-lo, por solidificação, numa peça cujas dimensões e forma correspondam às previamente especificadas. Os materiais usados na fabricação de moldes, sejam eles recuperáveis ou perecíveis, podem ser metálicos ou não-metálicos. Dentre esses últimos, os mais usados são a areia, gesso, cimento e outras substâncias cerâmicas. A maior parte dos metais se funde numa mistura de areia, argila, água e um aglutinante.

O metal fluido é transportado em baldes até ser derramado em caixas que contêm os moldes. A operação requer cuidados especiais porque a elevada temperatura do metal fundido provoca a formação de gases, por evaporação da umidade dos materiais de que se compõem os moldes e caixas, que podem prejudicar os resultados finais. Matérias-primas com baixos coeficientes de dilatação garantem produtos finais com dimensões mais exatas e menores tensões residuais que possam afetar o comportamento mecânico dos objetos fabricados.

Após a solidificação, seguem-se a desmoldagem das peças e a rebarbação, pela qual se retiram as imperfeições do objeto fabricado e se iguala sua superfície. Para realizar esta última etapa da fundição pode-se recorrer a diversos procedimentos, entre os quais os mais comuns são a lavagem com jato de areia sob pressão e o polimento com materiais abrasivos.

www.klimanaturali.org