Mostrando postagens com marcador Catar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Catar. Mostrar todas as postagens

Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar

Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar

O Catar ou Qatar, oficialmente o Estado do Catar, é um emirado árabe no sudoeste da Ásia, ocupando a pequena península do Catar, na costa nordeste da maior Península Arábica. É limitado pela Arábia Saudita ao sul; caso contrário, o Golfo Pérsico rodeia o estado.

A península do Catar se projeta para 160 milhas (160 km) no Golfo Pérsico da Arábia Saudita e é ligeiramente menor que Connecticut. Grande parte do país consiste de uma planície baixa e estéril, coberta de areia. A sudeste está o espetacular Khor al Adaid ("Mar Interior"), uma área de dunas de areia em volta de uma enseada do Golfo. Há invernos amenos e verões muito quentes e úmidos.

O ponto mais alto no Qatar ocorre no Jebel Dukhan a oeste, uma gama de afloramentos de calcário baixo correndo de norte a sul de Zikrit através de Umm Bab até a fronteira sul, atingindo cerca de 16 pés (90 m) de ASL. Essa área também contém os principais depósitos de petróleo em terra do Qatar, enquanto os campos de gás natural ficam no mar, a noroeste da península.


Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do CatarCatar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
Catar ou Qatar | Mapas Geográficos do Catar
www.klimanaturali.org
www.geografiatotal.com.br

Catar | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos do Catar

Catar | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos do Catar


Geografia: Área: 11.437 km². Hora local: +7h. Clima: árido tropical. Capital: Doha. Cidades: Doha (280.000), Ar-Rayyan (180.000), Al-Wakrah (35.000), Umm Sa'id (20.000).

População: 720 mil; nacionalidade: catariana; composição: árabes catares 25%, outros árabes 15%, paquistaneses 18%, indianos 18%, iranianos 10%, outros 14%. Idioma: árabe (oficial). Religião: islamismo 82,7%, cristianismo 10,4% (católicos 6%, outros 4,3%), outras 4,6%, sem religião 2,3%.

Relações Exteriores: Organizações: Banco Mundial, FMI, OMC, ONU, Opep. Embaixada: 4200, Wisconsin Avenue NW, suite 200, Washington D.C. 20016, EUA.

Governo: Monarquia. Div. administrativa: 9 municipalidades. Chefe de Estado e de governo: emir Hamad bin Khalifa al-Thani (desde 1995). Partidos: não há. Legislativo: não há. Constituição: 2003.

O Catar está localizado na península de Catar no golfo Pérsico, no Oriente Médio, O País árabe tem um território extremamente árido. Quase não há vegetação natural e as regiões mais elevadas ficam a apenas 40 metros de altitude. Como a terra é pouco fértil, a maior parte dos alimentos consumidos é importada. Cerca de 75% da população é formada por imigrantes, uma das mais altas taxas do mundo. Até o fim dos anos 1940, Catar era muito pobre e suas atividades econômicas se limitavam à criação de camelos e à pesca de peixes e pérolas. Com a exploração de extensos campos petrolíferos, a renda per capita cresce bastante. Atualmente há investimentos na indústria pesada e na extração de gás natural, como alternativa à produção de petróleo, cujas jazidas devem esgotar-se ainda no século XXI.

CATAR, ASPECTOS GEOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS DO CATAR

História do Catar

A península de Catar participa ativamente, na Antiguidade, do comércio entre a Suméria (região do atual Iraque) e a Índia. Islamizada no século VII, é conquistada pelo emir de Bahrein no século XI. Em 1868, com o apoio do Reino Unido, torna-se independente de Bahrein. Os britânicos instalam a família al-Thani no poder e mantêm controle sobre a defesa e a política externa até 1971, quando a independência é proclamada. Em 1972, o príncipe Khalifa bin Hamad al-Thani dá um golpe de Estado contra seu primo, Hamad, e assume o governo.

Novo emir - Na década de 1980, o país envolve-se em disputa com Barein pela posse das ilhas Hawar e pela delimitação de suas águas territoriais. Em 1991 solicita à Corte Internacional de Justiça (CIJ) definição sobre a soberania das ilhas. O emir Khalifa bin Hamad al-Thani é deposto pelo próprio filho, Hamad bin Khalifa al-Thani, em 1995. O novo emir sufoca uma tentativa de golpe de Estado, no ano seguinte, e em 1997 reconcilia-se com o pai, retirando as acusações de desvio de dinheiro do Tesouro nacional. Hamad inicia processo de abertura política controlada. O canal de TV por satélite Al Jazeera, lançado em 1997, apresenta noticiários e debates sem censura, algo incomum nos países árabes. Em 1999 são realizadas eleições para a formação de um conselho consultivo municipal em Doha. As mulheres podem, pela primeira vez, votar e candidatar-se.

Bandeira do Catar

A Corte Internacional de Justiça decide, em 2001, que Barein tem a soberania sobre as ilhas Hawar. No mesmo ano, Catar e Arábia Saudita assinam um acordo final sobre fronteiras entre os dois países. A partir de março de 2003, Catar abriga a sede das forças militares dos Estados Unidos (EUA) que lideram a guerra contra o Iraque. Os EUA retiraram seu quartel-general e boa parte de suas tropas da Arábia Saudita, para reduzir a tensão interna no país vizinho. Em abril, referendo popular aprova a nova Constituição do país, que prevê o início de uma vida parlamentar, com a eleição direta, a partir de 2005, de 30 dos 45 membros de um Conselho Consultivo. Em decisão inesperada, anunciada em agosto, o emir designa, como seu sucessor, o filho mais novo, príncipe Tamim, em lugar do herdeiro antes definido, o príncipe Jassim.

Russos condenados - Em fevereiro de 2004, o ex-presidente da Chechênia Zelimkhan Yandarbiyev morre em um atentando a bomba em Doha, onde morava. O governo do Catar acusa e prende dois espiões russos pelo assassinato. A Federação Russa nega qualquer participação na morte do líder checheno, e as relações diplomáticas entre os dois países se deterioram. Em junho, a Justiça do emirado condena os dois russos à prisão perpétua. Em maio de 2004, o emir anuncia uma nova legislação trabalhista, a mais avançada do mundo árabe. A lei protege os direitos de todos os trabalhadores, inclusive os estrangeiros, concede igualdade entre homens e mulheres e prevê a liberdade sindical.

Doha, Capital do Catar
Doha, Capital do Catar

Al Jazeera, uma voz árabe na mídia global

O governo do Catar patrocina uma rede de televisão mais conhecida no exterior do que no próprio país — a Al Jazeera, que produz e distribui informação sobre o mundo árabe e muçulmano. Caso único de uma emissora de TV com alcance internacional fora da Europa e dos EUA, a Al Jazeera ganhou notoriedade por destacar os pontos de vista não-ocidentais em conflitos como o do Afeganistão, o do Iraque e o da Palestina. Essa atitude a tornou um motivo constante de críticas do governo norte-americano, que condena especialmente a divulgação, em seus noticiários, de vídeos com mensagens do líder terrorista Osama bin Laden. A resposta da emissora é que sua cobertura é objetiva e que todos os lados dos conflitos devem ser ouvidos, até mesmo os terroristas. A programação da Al Jazeera tem uma audiência de 40 milhões de espectadores, espalhada entre o Marrocos e a Indonésia. Seu sucesso se deve, em grande parte, à informação jornalística livre de interferência de governos — algo inédito no mundo árabe — e à ousadia no tratamento de alguns temas, como o comportamento sexual e a situação da mulher nos países de maioria muçulmana. Mas o governo do Catar impõe um rígido limite à emissora quando são abordados os assuntos internos do emirado — os noticiários sobre política doméstica são fortemente controlados pelos órgãos oficiais.


www.klimanaturali.org
www.geografiatotal.com.br