Antigo Inverno | Salvatore Quasimodo


Antigo Inverno | Salvatore Quasimodo

Antigo Inverno | Salvatore Quasimodo
"Desejo de tuas mãos claras
na penumbra da chama:
sabiam de carvalho e de rosas;
de morte. Antigo inverno.

Procuravam o grão os pássaros
e eram improvisadamente de neve:
assim as palavras.
Um pouco de sol, uma auréola de anjo,
e depois a névoa; e as árvores,
e nós feitos de ar na manhã."


www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org