Igreja Ortodoxa

Igreja Ortodoxa

Igreja Ortodoxa
Até meados do ano 1000, duas grandes tradições conviviam no mundo cristão: a latina, no Império Romano do Ocidente, com sede em Roma, e a bizantina, no Império Romano do Oriente, sediada em Constantinopla. Divergências teológicas e políticas causam a ruptura, em 1054, entre as duas igrejas, que se excomungam mutuamente, condenação só revogada em 1965, pelo papa Paulo VI e pelo patriarca Athenágoras I.

Doutrina

Os sacramentos são os mesmos da Igreja Católica e reconhecidos reciprocamente. Mas os rituais ortodoxos são cantados sem instrumentos musicais e as imagens esculpidas de santos, proibidas, exceto o crucifixo e os ícones sagrados. Os ortodoxos não admitem o conceito de purgatório, lugar intermediário entre o céu e o inferno, nem o da infalibilidade do papa. Também rejeitam a doutrina católica da Imaculada Conceição, segundo a qual Maria, mãe de Jesus, teria concebido virgem. O divórcio entre os fiéis e a ordenação de homens casados são permitidos.

Igreja Ortodoxa

www.klimanaturali.org

Arquivo