O Mistério do Cinco Estrelas | Marcos Rey

O Mistério do Cinco Estrelas | Marcos Rey

O Mistério do Cinco Estrelas | Marcos Rey"À noite Guima apareceu na casa de tia Zula. Ao saber da ida de Leo ao Hotel Acapulco, e de suas conseqüências, disse:

- Então foi por isso que o Barão estava tão nervoso.

- Conte isso – pediu Leo, entusiasmado.

- Ontem à tarde vi o Barão sair correndo do hotel com um talão de cheques na mão. Àquela hora os bancos já estão fechados e de fato logo depois voltava ainda mais irritado. Certamente não conseguiu descontar o cheque. Então parece que teve uma idéia e foi à Casa de Câmbio do Park onde trocou dólares por cruzeiros. Aí tornou a sair, sempre apressado, suando e resfolegando como um cachorro sedento. Sem pedir licença a ninguém, fui à lavanderia, Hans não estava lá. Soube que tinha saído.

- Certamente foi encontrar o Barão – disse Leo.

- Sem a menor dúvida – concordou Guima.

- O rei dele balançou – comentou Gino em sua linguagem enxadrística.

- Ele demorou muito? – perguntou Leo.

- Menos de uma hora – respondeu Guima. – Antes de subir para o 222 passou pela telefonista. Estava esperando um chamado importante.

- Com toda a certeza de Hans.

- É o que suponho, Leo.

- Mais um empurrãozinho talvez o rei caia – disse Gino, movimentando a cadeira de rodas, como sempre fazia à procura de espaço, quando se sentia feliz."

www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org