Mâncio Lima, História e Geografia de Mâncio Lima | Acre

Tags

Mâncio Lima, História e Geografia de Mâncio Lima | Acre

Mâncio Lima, História e Geografia de Mâncio Lima | Acre

População:16.300
Área da unidade territorial (Km²): 5.453,042
Densidade demográfica (hab/Km²): 2,79
Gentílico: mancio-limense

História de Mâncio Lima

Foram os nordestinos, notadamente os cearenses, os responsáveis pelo desbravamento, povoamento e pelo maior desenvolvimento econômico da Amazônia Ocidental.

Acossados pelo flagelo das secas e embalados pelo sonho de enriquecer facilmente com o extrativismo da borracha, produto fabricado do leite da árvore milagrosa, eles vinham aos milhares. E mesmo ao defrontando com a realidade do mundo hostil e selvagem da floresta amazônica, totalmente diferente do que conheciam, embrenharam-se nas matas semeando a civilização; abrindo clareiras e povoados que mais tarde se transformaram colônias agrícolas, vilas e cidades.

Seringueiros ou agricultores foram eles os heroicos e anônimos pioneiros que com o sacrifício da própria vida, desbravaram e conquistaram a Amazônia, ligando-a às gerações futuras com todo o seu imenso potencial de riquezas naturais.

Mâncio Lima não foi diferente. Numa imensa região banhada pelo Rio Moa e afluentes, cortada por paranás, igarapés e igapós, fixou-se um grande número de nordestinos predominando entre eles os cearenses.

Formação Administrativa de Mâncio Lima

Mâncio Lima nasceu de um povoado denominado "Vila Japiim", elevada em 1913 pelo Capitão Regos Barros. Também foi o nome do povoado que deu origem ao município de Mâncio Lima

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, figura no município de Juruá o distrito de Mâncio Lima.

Pelo decreto territorial nº 43, de 29-03-1938, transfere o distrito de Mancio Lima do município de Juruá para o de Cruzeiro do Sul.

Pelo decreto-lei Federal nº 968, de 21-12-1938, o distrito de Mâncio Lima passou a denominar-se Japuim.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Japuim, figura no município de Cruzeiro do Sul.

Pelo decreto territorial nº 147, de 17-03-1944, o distrito de Japuim passa a ser grafado Japiim.

Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o distrito de Japiim, figura no município de Cruzeiro do Sul.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação Mancio de Lima, pela Constituição estadual de 01-03-1963, desmembrado de Cruzeiro do Sul. Sede no antigo distrito de Japiim, atual Mancio Lima .

Em 14 de maio de 1976 foi assinada a Lei nº 588, que elevou oficialmente Mâncio Lima à categoria de Município. Apenas em 30 de Maio de 1977 Mâncio Lima conquistou sua autonomia e emancipação com a posse do primeiro Prefeito.

Constituído do distrito sede. Instalado em 30-05-1977.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas distritais

Mâncio Lima para Japuim alterado, pelo decreto-lei Federal nº 968, de 21-12-1938.

Japuim para Japiim, teve sua grafia alterado, pelo decreto territorial nº 147, de 17-03-1944.

Japiim para Mâncio Lima alterado, pela Constituição estadual de 01-03-1963.

Transferência distrital

Pelo decreto territorial nº 43, de 29-03-1938, transfere o distrito de Mancio Lima do município de Juruá para o de Cruzeiro do Sul.