Aids no Mundo (HIV)

Tags

Aids no Mundo (HIV)

#Aids no Mundo (HIV)
A Aids é a quarta principal causa de morte por doença do planeta, atrás de ataque cardíaco, derrame e pneumonia. Se a África continua sendo o continente mais afetado, o Leste Europeu e a Ásia Central são as regiões que têm registrado o maior crescimento. O Programa das Nações Unidas de Combate à Aids (Unaids) estima que em 2011 cerca de 40,2 milhões de pessoas eram portadoras do HIV. Entre eles, 47% são mulheres. Na África subsaariana elas já são 57% dos infectados. O "coquetel de drogas" (combinação de três medicamentos que inibe a reprodução do vírus dentro do organismo) demonstrou que a doença pode ser controlada, embora não possa ser curada. Ele aumenta a sobrevida do paciente e reduz a incidência de outras enfermidades. No entanto, devido a seu alto custo, apenas 7% das pessoas que necessitam do tratamento conseguem comprá-lo.

Aids na África – A aids é o principal fator de mortalidade na África. A dimensão da epidemia é tão grande que interfere nas tendências demográficas. Nos 38 países mais afetados, a população em 2015 será 10% menor do que seria na ausência da enfermidade. O principal obstáculo à diminuição de casos é a pobreza. O alto custo dos medicamentos, serviços públicos de baixa qualidade e falta de orientação, continuam fazendo dos africanos o povo mais suscetível à aids.

www.klimanaturali.org