Zortéa | Cidade de Santa Catarina

Zortéa | Cidade de Santa Catarina


Zortéa é uma cidade e município do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 27º27'05" Sul e a uma longitude 51º33'19" Oeste, estando a uma altitude de 680 metros. Sua população estimada em 2012 era de 2.832 habitantes.

Localização: Vizinho dos municípios de Capinzal, Machadinho, Erval Velho, Zortéa se situa a 13 km a Sul-Leste de Capinzal. Situado a 670,6 metros de altitude, de Zortéa tem as seguintes coordenadas geográficas: Latitude: 27° 27' 13'' Sul, Longitude: 51° 33' 13'' Oeste.

Altitude: 670,6m acima do nível do mar.

Clima: mesotérmico úmido, com as 04 estações bem definidas.

Área Geográfica: 190.149 km²

Limites: ao Norte, com Campos Novos e Capinzal; ao Sul, com o Estado do Rio Grande do Sul; ao Leste, com Campos Novos e ao Oeste, com Capinzal. 

ZORTÉA, CIDADE CATARINENSE

História de Zortéa

Na década 1930/1940, começa a história do Município de Zortéa, com a instalação de algumas famílias de fazendeiros vindas do município de Campos Novos. Descendentes de Paulistas, as famílias do Major Cipriano Rodrigues de Almeida, e a família de Felisberto dos Santos, foram as primeiras a habitar o município que já contava com alguns caboclos que moravam nas margens do Rio Pelotas, na divisa com o Rio Grande do Sul.

Estas famílias com a ajuda dos negros descendentes de escravos, foram desbravando as matas de pinheirais, transformando-as em rocios e fazendas. Trabalhavam com a agricultura de subsistência e criavam gado.

No ano de 1939, a família Dambrós instalou uma pequena serraria, e trouxe consigo algumas famílias sendo: Família Pazza, Família Mantovani, formada por José Mantovani e Antonio Ferreira Lopes (nico). No ano de 1946, aos Senhores Antonio Zortéa Primo e Guilherme Brancher, adquiriram a Serraria Dambrós, influenciado pelos pinheirais existentes. Formaram então a Indústria que originou a Empresa Zortéa Brancher Indústria e Comércio Ltda. Esta indústria do ramo de Compensados, cresceu e surgiu uma liva operária, que com o passar dos anos começou a formar seu pequeno comércio. Com a vinda de particulares, e diretores da Empresa Zortéa, começou a instalação de lavouras no lugar da criação de gado e dos pinheirais.

Em 1980, foi criado o Distrito de Zortéa, através da Lei 1.112/80, de 1 de setembro de 1980. Passados alguns anos foram crescendo as dificuldades do Distrito, pela necessidade de atendimento a sua população que se aproximava dos 2.000 habitantes na sede, surge o movimento para emancipação, em 1990, porém por processo encaminhado sem fundamentos, foi arquivado pela Assembleia legislativa. Em 1994 o Sr. Alcides Mantovani, que era Vice-prefeito do Município de Campos Novos, indicado pelo Distrito de Zortéa e eleito em 1992, juntamente com o Ex-prefeito de Campos Novos Romildo Luiz Titon, resolvem retomar o movimento pela emancipação do Distrito de Zortéa.


ZORTÉA, CIDADE CATARINENSE

Em 10/08/94, foi protocolado na Assembleia Legislativa, o requerimento da Comissão de emancipação. Requerido pelo Sr. Deputado Miguel Ximenes.

Emancipado, o município foi instalado em 1° de janeiro de 1997, com Prefeito Eleito Alcides Mantovani PMDB e Vice-Prefeito Remilton Andreoni – PMDB.

Hoje, Zortéa tem como potencialidade econômica a agricultura, indústria e o comércio conta com diversificação, porém a maioria das empresas são microempresas.

Zortéa tem limites de  fronteira ao Sul com o Estado do Rio Grande do Sul, ao Leste com o Município de Campos Novos, ao Norte com os Municípios de Campos Novos e Capinzal, e ao Oeste com o Município de Capinzal. A economia é baseada principalmente na Agropecuária e na Indústria Madeireira. As principais cultuas são: soja, milho e trigo. A Avicultura, gado leiteiro, matrizes de suínos e gado de corte fazem parte da nossa produção.

O lago da Barragem de Machadinho e as cascatas são atrações turísticas que começam a ser explorados e se tornarão grande fonte de riquezas.