Ensino Audiovisual

Ensino Audiovisual

Ensino AudiovisualO ensino audiovisual consiste no emprego didático de imagens, gravações, filmes, videoteipes, rádio, televisão e computadores e outros meios, de modo a proporcionar aos estudantes experiências que complementem os conhecimentos adquiridos mediante os métodos de ensino tradicionais.

Inúmeras pesquisas mostram que, bem aproveitados, os recursos audiovisuais motivam a aprendizagem e podem levar a significantes progressos no campo da memória, do raciocínio e da imaginação.

HistóriaJohn Amos Comenius (1592-1670), educador da Boêmia, foi um dos primeiros a propor um método sistemático de educação audiovisual. Sua obra Orbis sensualium pictus (1658; Retrato do mundo sensório) era amplamente ilustrado com gravuras, cada qual desempenhando um importante papel na lição. Comenius foi seguido por outros grandes educadores, como Jean-Jacques Rousseau, John Locke e J. H. Pestalozzi, que recomendavam a utilização de materiais sensoriais para auxiliar a educação.

O ensino audiovisual desenvolveu-se rapidamente a partir da década de 1920, com o progresso tecnológico e a criação de novos meios de comunicação. Mais recentemente, o computador mostrou ser de grande valia no processo educacional.

Recursos didáticosOs meios audiovisuais podem ser agrupados em três grandes grupos: gráficos (que utilizam imagens fixas), sonoros e mistos (que empregam imagem e som).

Meios gráficosOs principais meios gráficos são mapas, quadros-negros, cartazes, flanelógrafos, projetores de diapositivos etc., que utilizam imagens estáveis, ou seja, sem limite quanto a seu tempo de exposição.

Meios sonorosPara o estudo de línguas e de música são indicados especialmente os meios sonoros -- o toca-disco, o gravador, o rádio. Por sua facilidade de manejo e manutenção, o gravador (sobretudo o de cassetes) é, dentre esses meios, o mais usado no ensino, principalmente no estudo de idiomas, gravação de textos literários e debates etc. Uma aplicação específica de grande êxito são os chamados laboratórios de idiomas, nos quais a utilização do gravador é combinada com outros meios eletrônicos, permitindo ao professor um acompanhamento individualizado dos estudantes.

O rádio é usado na escola como fonte importante de informação sobre fatos e ideias atuais, e por meio dele oferecem-se também cursos de diferentes níveis. É ainda um complemento importante para os alunos  do segundo e terceiro graus que seguem cursos de ensino a distância e recurso valioso na educação de adultos.

Meios mistos com imagens móveisOs meios audiovisuais mais completos são os que combinam imagem e som -- cinema, televisão, vídeo e, mais modernamente, o CD-ROM (compact disk, read-only memory).

Os filmes comunicam seu conteúdo de maneira eficaz e direta, sem exigir do espectador alto nível de conhecimentos prévios, e contribuem para o estudo dos diferentes aspectos da cultura mediante uma abordagem mais afetiva que racional. O cinema constitui recurso apreciável para aquisição de conhecimentos, exercício de formas de expressão, desenvolvimento do juízo crítico e descoberta de valores.

A televisão é uma síntese de todos os meios de comunicação social. À diferença do cinema, a televisão prevalece como meio informativo, pois o espectador "lê" a imagem televisiva mais como informação do que como expressão. A televisão favorece a possibilidade de documentação e observação de trabalhos científicos na sala de aula e facilita ainda ao estudante observar a vida e os costumes de lugares distantes. Algumas disciplinas, como a geografia e as ciências naturais, prestam-se de modo especial ao tratamento televisivo.

Já o vídeo pode ser utilizado a um só tempo como meio de comunicação e de expressão. Como meio de comunicação, seu uso proporciona ao professor um eficaz instrumento de ensino, pois lhe permite gravar da rede comercial os programas com melhor conteúdo educativo, o que possibilita uma utilização mais seletiva da televisão.

No entanto, é sua capacidade de ser usado como meio de expressão que confere ao vídeo uma maior dimensão entre os recursos audiovisuais. Com o passar do tempo torna-se cada vez mais acessível aos centros de ensino a aquisição de equipamentos de vídeo que permitem a produção de material gravado. Assim, o vídeo revela-se um dos meios mais eficazes para levar a realidade das ruas à sala de aula, abordar as diversas matérias curriculares com um enfoque interdisciplinar ou servir como elemento dinamizador da aula.

www.klimanaturali.org