Pesquisa Social

Pesquisa Social

Pesquisa SocialPesquisa social é a investigação que utiliza métodos lógicos e experimentais para identificar os termos inerentes a um determinado problema ou situação social. Seus objetivos fundamentais são definir os fenômenos observados e estabelecer os princípios gerais que os regem.

Método científico aplicado ao conhecimento dos fenômenos da sociedade, a pesquisa social se vale de inúmeras disciplinas como sociologia, antropologia, economia, psicologia e serviço social. Em cada um desses setores assume caráter próprio, de acordo com a natureza do fenômeno observado.

As pesquisas voltadas para levantamentos gerais e preliminares apenas descrevem e classificam os fenômenos, mas nada dizem a respeito dos motivos de sua ocorrência. Isso não significa que sejam infrutíferas; ao contrário, contribuem para o desenvolvimento da teoria por meio das descrições e classificações que efetuam.

Planejamento A primeira fase da pesquisa social é a de planejamento, que envolve problemas metodológicos e técnicos, como a seleção do método ou dos métodos (histórico, ecológico, estatístico etc.); das técnicas (entrevistas, questionário, escalas de atitude) e também o orçamento da pesquisa. A organização conceitual da pesquisa compreende a determinação e a delimitação do fenômeno a ser estudado, o que dele exige razoável conhecimento, por meio de consulta bibliográfica e documental. Essa etapa inclui a formulação de hipóteses que servirão de diretrizes ao pesquisador. Nem sempre, contudo, formulam-se hipóteses, e muitas pesquisas têm sido feitas sem elas. A finalidade dessa etapa do planejamento consiste em comprovar a existência de um problema a ser estudado cientificamente. Aí reside o fundamento da pesquisa social: decompor um problema em seus elementos integrantes (determinantes ou precipitantes, concorrentes, influentes, presentes) e estabelecer sua regularidade.

Uma das tarefas mais difíceis da pesquisa é a determinação de um problema científico em qualquer setor da vida social. Em geral, tais questões surgem numa atmosfera de conflito, em que a ação governamental encontra obstáculos a suas realizações. Nos países em desenvolvimento, a reforma agrária aparece como um desses problemas práticos. Dentro do tema geral "reforma agrária" é necessário determinar um problema específico a pesquisar. De um lado, há as estruturas agrárias arcaicas; de outro, as soluções ou medidas legislativas propostas pelo governo para modificá-las. O conhecimento desses dois fenômenos será dado pelos levantamentos, que os descreverão e classificarão. O problema científico poderia formular-se pela indagação da razão pela qual as medidas governamentais não atingem os fins propostos, fazendo com que permaneçam as estruturas agrárias arcaicas. A finalidade da pesquisa seria a explicação desse problema. A determinação do objeto a pesquisar é, em última análise, a comprovação de um problema científico.

Uma segunda etapa do planejamento está ligada aos aspectos materiais da pesquisa, como a contratação de especialistas e de equipes de entrevistadores, despesas com material, transportes e outras.

RealizaçãoNa fase de realização efetiva da pesquisa, surgem os problemas práticos de destreza e experiência no manejo de técnicas e métodos selecionados na fase anterior. Compreende a coleta de dados ou de fatos, sua descrição, ordenação lógica e classificação, para que se possa proceder à interpretação e explicação dos fenômenos pesquisados. Nessa fase recorre-se, em geral, a técnicas estatísticas.

RelatórioPara levar ao conhecimento público o andamento ou os resultados de uma pesquisa, elaboram-se relatórios. Assim, a terceira fase da pesquisa social é a do relatório final, síntese das etapas percorridas e resultado da pesquisa. O relatório deve caracterizar-se pela clareza. A fidedignidade é outro requisito indispensável.

Um bom relatório deve conter: (1) material preliminar, ou seja, título, sumário da matéria, lista das ilustrações, prefácio ou introdução; (2) texto ou corpo do relatório, com uma introdução que descreva os objetivos, fixe e delimite as questões, indique a duração, o lugar e os materiais empregados na pesquisa e exponha os aspectos gerais da organização, os métodos e técnicas empregados, e forneça cópia dos questionários; a segunda parte do corpo do relatório é dedicada à exposição de dados e fatos, sua análise e interpretação, conclusões e sumário dos aspectos mais importantes; (3) material suplementar, como apêndices, que incluem relatórios sobre amostragem e outros métodos empregados, bibliografia, índice, glossário de termos científicos, ou conceitos que requeiram definições.

www.klimanaturali.org