Mostrando postagens com marcador Gâmbia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Gâmbia. Mostrar todas as postagens

Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia

Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia

A Gâmbia, oficialmente a República da Gâmbia, é um país da África Ocidental que é totalmente cercado pelo Senegal, exceto pelo seu litoral no Oceano Atlântico, no seu extremo oeste. É o menor país da África continental.
A Gâmbia está situada em ambos os lados do rio Gâmbia, o homônimo da nação, que flui através do centro da Gâmbia e deságua no Oceano Atlântico. Sua área é de 10.689 quilômetros quadrados (4.127 mi) com uma população de 1.857.181 a partir do censo de abril de 2013. Banjul é a capital da Gâmbia e as maiores cidades são Serekunda e Brikama.

A Gâmbia compartilha raízes históricas com muitas outras nações da África Ocidental no comércio de escravos, que foi o fator chave na colocação e manutenção de uma colônia no rio Gâmbia, primeiro pelos portugueses, período em que ficou conhecido como A Gâmbia. Mais tarde, em 25 de maio de 1765, a Gâmbia passou a fazer parte do Império Britânico quando o governo assumiu formalmente o controle, estabelecendo a Província da Senegâmbia. Em 1965, a Gâmbia conquistou a independência sob a liderança de Dawda Jawara, que governou até Yahya Jammeh tomar o poder em um golpe de 1994 sem derramamento de sangue.

Adama Barrow tornou-se o terceiro presidente da Gâmbia em janeiro de 2017, depois de derrotar Jammeh nas eleições de dezembro de 2016. Jammeh inicialmente aceitou os resultados, depois recusou-se a aceitá-los, o que desencadeou uma crise constitucional e uma intervenção militar da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental, resultando em seu exílio.
A economia da Gâmbia é dominada pela agricultura, pesca e, especialmente, pelo turismo. Em 2018, cerca de um terço da população vivia abaixo da linha de pobreza internacional de US $ 1,25 por dia.

Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia
Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia
Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia
Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia
Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia
Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia
Gâmbia | Mapas Geográficos da Gâmbia

www.geografiatotal.com.br

www.klimanaturali.org

Gâmbia | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos de Gâmbia

Gâmbia | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos de Gâmbia


Geografia: Área: 11.295 km². Hora local: +3h. Clima: equatorial. Capital: Banjul. Cidades: Serekunda (115.600), Brikama (45.400), Banjul (55.400), Bakau (40.000), Farafenni (24.000).

População: 1,8 milhão; nacionalidade: gambiana; composição: mandingas 42%, fulanis 18%, ulofes 16%, jolas 10%, seraulis 9%, outros 5%. Idiomas: inglês (oficial), mandingo, fulani, ulof. Religião: islamismo 86,9%, crenças tradicionais 7,8%, outras 4,7%, sem religião 0,6%.

Relações Exteriores: Organizações: Banco Mundial, Comunidade Britânica, FMI, OMC, ONU, UA. Consulado Geral Honorário: Tel. (11) 3819-3866, fax (11) 3819-4420 – São Paulo (SP; e-mail: g.agricola@dermet.com.br.

Governo: República presidencialista. Div. administrativa: 8 regiões. Partidos: Aliança para Reorientação e Construção Patriótica (APRC), Democrático Unido (PDU), Progressivo do Povo (PPP), do Povo de Gâmbia (GPP), da Convenção Nacional (NCP). Legislativo: unicameral – Assembléia Nacional, com 53 membros. Constituição: 1997.

Menor país da parte continental da África, Gâmbia é quase totalmente envolvida pelo Senegal. Ocupa estreita faixa de terra, com cerca de 40 quilômetros de largura e 322 de extensão, ao longo do rio Gâmbia. Grande parte do território é coberta por savanas. As praias e os parques de animais, como a Reserva Natural Abuko, próxima à capital, Banjul, impulsionam o turismo, uma das principais atividades econômicas do país. A agricultura se baseia no cultivo de amendoim, o principal produto de exportação. Gâmbia não gera empregos em número suficiente para atender às necessidades internas. Por isso, há forte emigração para os países vizinhos.

GÂMBIA, ASPECTOS GEOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS DE GÂMBIA

História de Gâmbia

Bandeira de GâmbiaAntes da chegada dos portugueses à região, em 1455, o vale do rio Gâmbia é ocupado pela etnia mandinga, subordinada ao império Mali. Controlavam o comércio costeiro e atingiram grande desenvolvimento econômico e cultural. Em 1618, Portugal vende seus direitos sobre a região à Inglaterra, que ali estabelece um entreposto de escravos. As fronteiras com o Senegal (possessão francesa) só se definem em 1889, depois de muitos conflitos. O país obtém a independência em 1965. Em 1970, um plebiscito instaura a república, e Dawda Kairaba Jawara, primeiro-ministro desde 1960, torna-se presidente, reelegendo-se sucessivamente. Em 1982, a nação une-se ao Senegal e constitui uma confederação, a Senegâmbia, dissolvida em 1989.
Banjul, Capital de Gâmbia
Banjul, Capital de Gâmbia
Golpe militar - Um golpe militar liderado pelo capitão Yahya Jammeh depõe Jawara em 1994 e dissolve os partidos políticos. Estados Unidos da América, Japão e União Europeia suspendem a ajuda ao país. Um projeto de Constituição elaborado pelo governo é aprovado em plebiscito em 1996. No mesmo ano, o Decreto Presidencial 89 autoriza o funcionamento de partidos, mas veta os que integraram o governo antes de 1994. Jammeh cria um partido, a Aliança para Reorientação e Construção Patriótica (APRC), e renuncia ao Exército para concorrer à Presidência como civil, sendo vitorioso no pleito. A APRC vence também as eleições legislativas de 1997, ano em que entra em vigor a Constituição. Inicia-se o período batizado de Segunda República. Em 2000, o governo enfrenta denúncias de desvio de dinheiro público para uma conta anônima na Suíça. Jammeh nega envolvimento.

Em 2001, Jammeh revoga o Decreto 89 e permite a participação de todos os partidos nas eleições presidenciais de outubro. Nelas, o presidente é reeleito para novo mandato de cinco anos, com 53% dos votos. Nas eleições legislativas de 2002, boicotadas pela oposição, a APRC obtém 45 das 48 cadeiras em disputa. No mesmo ano, Jammeh permite a volta do ex-presidente Jawara após oito anos de exílio. Em fevereiro de 2004, o presidente anuncia a descoberta de importantes reservas de petróleo sob o mar, na plataforma continental de Gâmbia.

http://www.klimanaturali.org
http://www.geografiatotal.com.br