Prometeu Acorrentado | Ésquilo

Prometeu Acorrentado | Ésquilo

Prometeu Acorrentado | Ésquilo" Prometeu
Eu afirmo que Júpiter, tão orgulhoso, se humilhará um dia, visto o casamento ao qual se apresta, casamento que o lançará para fora do poder e do trono, que o fará desaparecer do mundo. Então ele verá se cumprir inteiramente a maldição que seu pai, Saturno, atirou contra o filho no dia em que foi derrubado do seu antigo trono. E o meio de evitar esses males, nenhum dos deuses saberia lhe indicar claramente, nenhum, exceto eu. Eu o conheço e sei como pô-lo em uso. Dito isso, deixai que ele fique em seu trono sem temor, confiante no retumbar de que enche os ares brandindo nas mãos os raios flamejantes. Nada disso será suficiente para impedi-lo de cair vergonhosamente, com um tombo insuportável, tão forte será o lutador que Júpiter está preparando para si mesmo, gigante indomável que vai encontrar um fogo mais poderoso que o relâmpago, e um ribombar formidável, atroador, que ultrapassará o trovão e que fará voar em estilhaços o flagelo marítimo que sacode a terra, o tridente, arma de Netuno. Chocando-se com essa desgraça, ele aprenderá a diferença que existe entre comandar e servir.

Coro
Penso que são teus próprios desejos que transformas em predições contra Júpiter.

Prometeu
Eu digo o que vai acontecer e também o que eu desejo.

Coro
Então podemos esperar ver Júpiter obedecer a um mestre?

Prometeu
Sim, e a suportar fardos ainda mais pesados que esse.

Coro
Como tens ousadia bastante para falar tais coisas?

Prometeu
Que devo temer se meu destino é não morrer jamais?"

www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org