Guerra e Paz | Leon Tolstói

Guerra e Paz | Leon Tolstói

Guerra e Paz | Leon Tolstói"Era um dia de outono, quente e chuvoso. As baterias russas estavam instaladas num ponto alto, donde protegiam a ponte. Elas desapareciam, por momentos, encobertas por uma fina cortina de chuva e logo reapareciam, destacando-se nitidamente ao sol, com objetos polidos. Embaixo, via-se a cidadezinha com casas brancas e tetos vermelhos, a catedral e a ponte por onde desfilavam as tropas russas. Numa volta do Danúbio, surgiam embarcações, uma ilha e um castelo com seu parque rodeado pelas águas do Enns que, nesse ponto, desemboca no Danúbio. A margem esquerda era coberta por uma floresta de pinheiros que se perdia no longínquo mistério dos cumes verdes e dos desfiladeiros azulados. As torres de um mosteiro emergiam da floresta e, ao longe, numa montanha acima do Enns, apareciam as patrulhas montadas do inimigo.

À frente da bateria, o general que comandava a retaguarda, acompanhado por um oficial de sua comitiva, examinava o terreno com uma luneta de alcance. Um pouco mais atrás, Nesvitzki, enviado para a retaguarda pelo comandante-chefe, estava sentado na culatra de um canhão. O cossaco que o acompanhava lhe entregou a bolsa e o cantil, e Nesvitzki ofereceu aos oficiais pastéis e um autêntico kümmel . Ajoelhados ou sentados na grama úmida, à moda turca, os oficiais cercavam-no alegremente.

— O príncipe austríaco que construiu seu castelo aqui não era nenhum bobo. É um belo lugar. Por que não se servem? — perguntou Nesvitzki.

— Muito obrigado, príncipe — respondeu um dos oficiais, encantado por ter ocasião de conversar com um membro tão importante do estado-maior. — É um lugar maravilhoso. Vimos dois cervos, quando passamos diante do parque. Que castelo magnífico!

— Olhe, príncipe — disse outro que tinha vontade de comer mais um pastel e não ousando, fingia admirar a paisagem. — Olhe onde já estão nossos soldados! Lá no campo, atrás da cidade, vejo três que parecem arrastar alguma coisa. Vão saquear o castelo — acrescentou com visível aprovação."

www.klimanaturali.org

www.megatimes.com.br