Mais Provençais | Arnaut Daniel e Raimbaut d'Aurenga


Mais Provençais | Arnaut Daniel e Raimbaut d'Aurenga

Mais Provençais | Arnaut Daniel e Raimbaut d'Aurenga
"Doces ais, gritos,
árias, cantares, juras
ouço das aves que pelo ar afora
voam aos pares, como qualquer homem
enamorado faz à amiga que ama.
Mas eu, ante a mais bela a que me rendo,
devo cantar de amor maior em obra
sem fala falsa ou rima de costume.

Não houve atritos
nem padeci torturas
ao penetrar nas torres onde moraMais Provençais | Arnaut Daniel e Raimbaut d'Aurenga

a dama a quem desejo com mais fome
do que nenhum mortal que o amor inflama,
pois todo o dia gemo e me distendo
pela dama melhor que as demais dobra
como a beleza faz a ira ou ciúme.

Foram benditos
meus votos pelas puras
mãos dessa que proclamo por senhora,
ouro diante do qual o bronze some.
Beijamo-nos e a dama, em doce trama,
o seu manto estendeu, me defendendo
do vil bajulador, língua de cobra,
que lança fel sob a fala de gume.

Deus dos aflitos,
que vistes com brandura
Longino, o cego, na mais dura hora,
permiti que este amor que me consome
se consume, afinal, em minha dama
e que eu, em sua câmara jazendo,
seu belo corpo aos beijos rindo abra
e que o remire contra a luz do lume.

Bosques bonitos,
flores e fiorituras
que as aves bicam, trêmulas, lá fora
são menos juvenis. Ruão ou Roma e
até Jerusalém, sem ela, é lama.
A ela, pois, mãos juntas, eu atendo,
que amá-la dobraria o rei de Dobra,
Estela, Luna-pampa, ou qualquer nume.

Boca, que ditos
dizes: O que procuras?
Que pareces assim mandar embora
dons que a qualquer senhor dariam nome
e o de Jerusalém já se reclama.
Bem louco sou se vendo o que pretendo,
que Amor não me defende, só me cobra,
e mais louco se desço antes do cume.

Vilões malditos,
más línguas obscuras,
não temo, mas direi bem claro agora
que o rei galego perde o seu renome
por ter preso ao romeiro, assim se clama,
Raimon, filho do conde, crime horrendo.
D. Fernando o bom nome não recobra
se o não liberta e consente que rume.

Queria vê-lo e chama-me outra obra:
o rei de Estampa, que a coroa assume."


www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org