Judaísmo no Brasil

Judaísmo no Brasil

Judaísmo no Brasil
A base da religião judaica está na obediência aos mandamentos divinos estabelecidos na Torá, livro sagrado em que estão expressos as leis, os rituais e as regras morais do povo judeu, além da história dos hebreus. O livro cristão correspondente à Torá é o Antigo Testamento da Bíblia. Os primeiros judeus a chegar ao país no começo da colonização são os cristãos-novos, convertidos contra a vontade ao cristianismo para fugir da Inquisição. Em 1812, o primeiro grupo de sefardins (judeus de procedência e ascendência ibérica) instala-se na Amazônia. A partir de 1850, judeus de várias procedências se fixam no país. A imigração de asquenazes (judeus europeus de cultura iídiche) se verifica no início do século XX, principalmente no Rio Grande do Sul. A partir de 1933 começam a chegar ao Brasil judeus alemães fugidos da perseguição promovida pelos nazistas. Em janeiro de 2000 é descoberta no Recife, no estado de Pernambuco, a primeira sinagoga das Américas, com data de construção de 1637. Antes desse achado, acreditava-se que a primeira sinagoga brasileira tivesse sido fundada em 1910, no Rio de Janeiro. Em 2007 havia 89,8 mil judeus no país, segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As maiores concentrações estão em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul.
www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org