Autores Brasileiros

Autores Brasileiros

Autores Brasileiros

Lima Barreto

Afonso Henriques de Lima Barreto nasceu no Rio de Ja  neiro a 13 de maio de l881; seu oai era português e sua mâe, escrava.

Lima Barreto deve ser estudado como um pré-modernista por sua visão da realidade brasileira: é consciente de nossos

verdadeiros problemas, ao mesmo tempo que critica aquele nacionalismo ufanista, exagerado, utópico, herança romântica.

Por outro lado, o estilo de Lima Barreto, tão duramente criticado pelos ainda parnasianos de sua época, é outro ponto de

contato com o Modernismo: é leve, fluente, propositadamente frouxo para os padrões do final do século XIX; aproxima-se

da linguagem jornalística, estilo que faria escola entre váriaos autores após 1922.



Graça Aranha

José Pereira da Graça Aranha nasceu no Maranhão, em 1868.

Graça Aranha é um autor que nos interessa apenas por um livro: Canaã, romance de tese que retrata a vida em uma colônia de

imigrantes europeus no Espírito Santo. Tueo gira em torno de dois personagens imigrantes alemães com diferentes visões de

mundo: enquanto Milkau acredita na humanidade e pensa encontrar a "terra prometida" (Canaã) no Brasil, Lentz não se adapta à

realidade brasileira, voltando que era para a superioridade germânica e para a lei do mais forte. Ou, como afirma Alfredo Bosi:

"É o contraste entre o racismo e o unuiversalismo, entre a 'lei do amor'que polariza ideologicamente, em Canaã, as atitudes do imigrante

europeu diante de sua nova moradia."


Monteiro Lobato

Monteiro Lobato é estudado como pré-modernisa por, por duas características fundamentais em sua obra de ficção: o

regionalismo e a denúncia da realidade brasileira. No entanto, no plano puramente estético, Lobato assumiu posições anti-

modernistas, como bem atesta seu artigo sobre Anita Malfati de 1917, intitulado "Paranóia ou mistificação".


Ao lado da chamada literatura adullta, Monteiro Lobato nos deixou extensa obra voltada para o público infantil, justamente um

campo até então mal explorado em nossas letras. Seu primeiro livro para crianças foi publicado em 1921, com o  título de

Narizinho  Arrebitado, mais tarde rebatizado como Reinações de Narizinho. Aliteratura infantil lobatiana, além do caráter moralista

e pedagógico, não abandona a luta pelos interesses nacionaisempreedida pelo autor, com seus personagens representativos

das várias facetas do povo, e o Sítio do pica-pau amarelo, que é a imagem do próprio Brasil.


Euclides da Cunha 

Nasceu no Rio de Janeiro em 1866.

Embora apresente uma visão de mundo profundamente determinista - no prefácio de Os sertões cita Hypolite Taine, o "pai do

determinismo" - cientificista e naturalista, Euclides da Cunha deve ser estudado como um pré-modernista, pela denúncia que faz

da realidade brasileira, trazendo à luz, pela primeira vez em nossas letras, as verdadeiras condições de vida do nordeste

brasileiro. Daí o caráter revolucionário de Os sertões.


Augusto dos Anjos 

Pela primera vez reunida a obra do grande poeta brasileiro, incluindo diversos textos inéditos, organizados e fixados criticamente

por Alexei Bueno. Apresenta, além do Eu e outras poesias, mais de trezentas obras, entre poemas, versos de circunstância, a

prosa dispersa e a correspondência do poeta, além de reportagem iconográfica, cronologia da vida e da obra, poemas apócrifos,

documentos biográficos e as notas e variantes.



Com esta edição a Nova Aguilar oferece ao público brasileiro oconjunto completo e definitivo das obras de um dos poetas mais

lidos e admirados do Brasil. Com seu estilo único, inconfundível, de um alcance de reflexão filosófico raro nas letras nacionais,

Augusto dos Anjos chegou a ser classificado de "excêntrico" e "perturbado". No entanto, é essa originalidade visceral e virulenta

que o torna tão absoluto.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org