Guiana | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos da Guiana

Tags

Guiana | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos da Guiana

GUIANA, ASPECTOS GEOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS DA GUIANA

Geografia: Área: 214.970 km². Hora local: -45 min. Clima: tropical (N) e equatorial (S). Capital: Georgetown. Cidades: Georgetown (260.500), Linden (30.200), New Amsterdam (19.700) (2017).

População: 780 mil (2017); nacionalidade: guianense ou guianesa; composição: indianos 51%, afro-americanos 30%, eurameríndios 11%, ameríndios 5%, outros 3% . Idiomas: inglês (oficial), hindi, urdu, línguas regionais. Religião: cristianismo 51% (protestantes 19,6%, católicos 10,1%, anglicanos 8,9%, sem filiação 7,6%, outros 4,8%), hinduísmo 32,5%, islamismo 8,1%, outras 6,4%, sem religião e ateísmo 1,9%.

Relações Exteriores: Organizações: Banco Mundial, Caricom, Comunidade Britânica, FMI, Grupo do Rio, OEA, OMC, ONU. Embaixada: Tel. (61) 248-0874, fax (61) 248-0886 – Brasília (DF); e-mail: embguyana@apis.com.br.

Bandeira da GuianaGoverno República com forma mista de governo. Div. administrativa: 10 regiões. Presidente: Bharrat Jagdeo (PPP) (desde 1999, reeleito em 2001). Partidos: Progressista do Povo (PPP), Cívico, Congresso Nacional Popular (PNC). Legislativo: unicameral – Assembleia Nacional, com 65 membros. Constituição: 1980.

Localizada no norte da América do Sul, a Guiana é o único país de colonização britânica na região. A maior parte do território é um planalto baixo, coberto de florestas, com muitos rios. Na estreita planície costeira concentra-se a população. Conflitos entre descendentes de indianos e de africanos têm causado instabilidade política e prejudicado a economia. Os principais produtos agrícolas são a cana-de-açúcar e o arroz. A Guiana mantém disputas fronteiriças com Venezuela e Suriname.

História da Guiana

Habitada por arauaques, caraíbas e uaraus, a região é visitada por Cristóvão Colombo no século XV, mas só começa a ser colonizada por holandeses da Companhia das Índias Ocidentais em 1621, tendo no cultivo da cana-de-açúcar a base da economia. Passa ao domínio inglês em 1814. Após a libertação dos escravos, em 1838, são contratados indianos para trabalhar na agricultura. Em 1953, a Guiana ganha limitada autonomia.

Georgetown, Capital da Guiana
Georgetown, Capital da Guiana
A vitória eleitoral do Partido Progressista do Povo (PPP), de esquerda, conduz Cheddi Jagan ao cargo de primeiro-ministro. Em 1964, o Congresso Nacional Popular (PNC) vence as eleições, e seu líder, Forbes Burnham, assume o governo. Crescem os conflitos entre o PPP, que representa os asiáticos, e o PNC, majoritariamente negro. Em 1966, a Guiana proclama sua independência, Burnham nacionaliza os principais setores da economia e se aproxima do bloco socialista, tendo sido reeleito em 1973 e em 1980. Morto em 1985, é sucedido por Desmond Hoyte, também do PNC, que estende seu mandato até 1992. Nesse ano, Cheddi Jagan, do PPP (aliado ao movimento Cívico), é eleito presidente. Bharrat Jagdeo, (PPP) assume a Presidência em 1999, reelegendo-se em 2001.

Nas eleições de 2001, a aliança PPP/Cívico conquista 34 das 65 cadeiras da Assembleia Nacional. O PNC, coligado ao movimento Reforma, obtém 27 cadeiras, mas não reconhece a derrota. Durante meses, há conflitos entre partidários dos dois grupos. Em maio de 2004, o governo anuncia uma comissão para investigar o "esquadrão da morte" que assumiu a autoria das mortes de vários suspeitos de crimes.

Fonte: http://www-geografia.blogspot.com.br/
www.klimanaturali.org