Malta, Aspectos Gerais de Malta

Tags

Malta, Aspectos Geográficos e Socioeconômicos de Malta

MALTA, ASPECTOS GEOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS DE MALTAGeografia: Área: 315,6 km². Hora local: +4h. Clima: mediterrâneo. Capital: Valletta. Cidades: Birkirkara (24.000), Qormi (21.000), Mosta (19.000), Zabbar (16.000), Valletta (8.000) (2016).

População: 403 mil (2016); nacionalidade: maltesa; composição: malteses 96%, ingleses 2%, outros 2%. Idiomas: inglês, maltês (oficiais), italiano. Religião: cristianismo 98,3% (católicos 94,5%, outros 3,7%), sem religião e ateísmo 1,1%, outras 0,6%. Moeda: lira maltesa.

Relações Exteriores: Organizações: Banco Mundial, Comunidade Britânica, FMI, OMC, ONU, UE. Embaixada: Tel. (61) 272-0402, fax (61) 347-4940 – Brasília (DF); e-mail: osmm@terra.com.br.

Governo: República parlamentarista. Div. administrativa: 6 regiões. Presidente: Edward Fenech Adami (NP) (desde 2004). Primeiro-ministro: Lawrence Gonzi (NP) (desde 2004). Partidos: Nacionalista (NP), Trabalhista de Malta (MLP). Legislativo: unicameral – Casa dos Representantes, com 65 membros. Constituição: 1964.

Cinco pequenas ilhas formam o arquipélago de Malta, situado no mar Mediterrâneo, entre a Itália e a Tunísia (norte da África). Três são habitadas (Malta, Comino e Gozo) e duas, desabitadas (Filfla e Cominotto). Malta é a maior e a mais importante: nela fica Valletta, a capital, com 320 monumentos antigos no interior de fortificações. A base da economia é o turismo, estimulado pela natureza quase intocada. Malta e Gozo abrigam as mais antigas construções humanas conhecidas, os Templos Megalíticos, que remontam à Pré-História e são considerados patrimônios da humanidade.

Bandeira de MaltaHistória de Malta

O arquipélago de Malta é habitado pelo menos desde o terceiro milênio antes de Cristo. Na Antiguidade, é povoado por fenícios, gregos, cartagineses e romanos. Situado em um ponto estratégico do Mediterrâneo, o arquipélago é conquistado, em 870, pelos árabes, que são expulsos pelos normandos em 1090. Em 1530 é cedido pelo rei Carlos V, do Sacro Império Romano-Germânico, à Ordem dos Hospitalários, conhecidos como Cavaleiros de São João de Jerusalém, depois Cavaleiros de Malta. Em 1798, a região cai nas mãos do Exército napoleônico. Os franceses são expulsos em 1802, e Malta volta ao domínio dos cavaleiros. O país é anexado ao Reino Unido em 1814 e se torna base naval britânica. Em 1956, 75% dos eleitores votam pela integração ao Reino Unido.

Valletta, Capital de MaltaIndependência - O Partido Nacionalista (NP), apoiado pela Igreja Católica, ganha as eleições de 1962 e abre negociações para a independência. Em 1964, Malta torna-se Estado soberano associado à Comunidade Britânica. A república é proclamada em 1974, com a separação entre Igreja e Estado. A tensão com o Vaticano cresce em 1983, quando o governo maltês encampa 75% dos bens da Igreja. Em 1990, uma visita do papa João Paulo II ao país põe fim ao litígio. O NP volta ao poder em 1998 e, no ano seguinte, Guido de Marco, do mesmo partido, é eleito presidente do país. As negociações com a UE têm início em 2000.

A entrada na UE é apoiada por 53,6% dos votantes em referendo de março de 2003. Nas eleições de abril, o NP elege 35 parlamentares, contra 30 do Partido Trabalhista de Malta (MLP). Os trabalhistas anunciam, em seguida, que não manterão sua posição contrária à UE. Em março de 2004, Lawrence Gonzi (NP) torna-se primeiro-ministro, em lugar de Edward Fenech Adami, que é eleito pelo Parlamento novo presidente. Malta ingressa na UE em maio.

Fontehttp://www-geografia.blogspot.com.br/