Guerra da Cisplatina (Brasil vs Argentina)

Guerra da Cisplatina (Brasil vs Argentina)

Guerra da Cisplatina (Brasil vs Argentina)
A Guerra da Cisplatina foi um conflito entre o Brasil e a Argentina pela posse da Banda Oriental, atual Uruguai. A guerra estende-se de 1825 a 1828. Reivindicado pela Argentina, pois pertencera ao antigo Vice-Reinado do Prata até sua independência da Espanha em 1816, o território é anexado ao Brasil em 1821, com o nome de Província Cisplatina. Localizada na entrada do estuário do Prata, a Cisplatina (ou Banda Oriental) é uma área estratégica para brasileiros e argentinos em relação ao controle da navegação e do comércio de toda a bacia platina. O Brasil tenta mantê-la como província do Império. A Argentina pretende retomá-la ou, pelo menos, recuperar o controle político sobre ela. No confronto com o Brasil, a Argentina alia-se aos patriotas uruguaios liderados por Juan Antonio Lavalleja e Fructuoso Rivera. Com o apoio do governo de Buenos Aires, eles conseguem desembarcar tropas em território da Cisplatina e marchar para Montevidéu. Cercam a capital e proclamam a independência uruguaia em 1825.

Reação brasileira – Dom Pedro I manda uma esquadra bloquear a entrada do estuário do rio da Prata. A Argentina responde atacando o litoral sul do Brasil. O imperador brasileiro envia tropas, que incluem mercenários contratados na Europa, a fim de sitiar Montevidéu. Em fevereiro de 1827, elas são derrotadas na Batalha do Passo do Rosário.Entre 1827 e 1828, enquanto crescem as dificuldades brasileiras, aumenta a intervenção diplomática inglesa. A posição britânica prevalece, e, em 27 de agosto de 1828, Brasil e Argentina reconhecem a independência do Uruguai. A derrota enfraquece o imperador e fortalece os setores de oposição, que começam a pressionar por sua renúncia.

http://www-storia.blogspot.com/