Socialismo Utópico e Socialismo Científico

Socialismo Utópico e Socialismo Científico

Socialismo Utópico e Socialismo CientíficoO Socialismo é a Corrente de pensamento que se desenvolve a partir do século XIX em oposição ao liberalismo e ao capitalismo. Propõe uma organização social na qual são abolidas a propriedade privada dos meios de produção e a sociedade de classes. Há diferentes formas de socialismo. Algumas doutrinas pregam o controle rigoroso e autoritário do Estado na economia e na sociedade, enquanto outras permitem maior descentralização.

Socialismo utópico – O pensamento socialista é primeiramente formulado por Saint-Simon (1760-1825), Charles Fourier (1772-1837), Louis Blanc (1811-1882) e Robert Owen (1771-1858), que instituem o chamado socialismo utópico. A denominação vem do fato de seus teóricos exporem os princípios de uma sociedade ideal sem indicar os meios para alcançá-la. Defendem a socialização dos meios de produção, a supressão da herança, a proteção do indivíduo, a abolição da moeda, a produção sem fins lucrativos e o ensino para todos.

Socialismo científico – Karl Marx e Friedrich Engels criam a teoria do socialismo científico. É chamado assim por não se apresentar mais como um ideal, mas como uma necessidade histórica que deriva da crise do capitalismo. Está fundamentado numa análise científica da sociedade capitalista, baseada na concepção materialista da história (o modo de produção determina as relações sociais). Essas ideias estão presentes nas obras Contribuição à Crítica da Economia Política (1859) e O Capital (1867), entre outras. Marx e Engels criticam os partidários do socialismo utópico e defendem a organização da classe trabalhadora como força revolucionária. Em 1848, Marx e Engels lançam O Manifesto do Partido Comunista, que analisa a história como o resultado da luta entre as classes sociais. No capitalismo a oposição se dá entre burgueses – proprietários dos meios de produção – e proletários, que vendem sua força de trabalho. O Manifesto afirma que a classe operária é internacional e instiga o proletariado de todo o mundo a se unir para tomar o poder. Traduzido para várias línguas, tem forte influência nos movimentos operários e revolucionários.

Socialismo no poder – Em 1864 é realizada a Primeira Internacional dos Trabalhadores, associação de trabalhadores socialistas. Eles começam a lutar pelo poder por meio de partidos socialistas e sindicatos operários. Sete anos depois, a Comuna de Paris estabelece uma ditadura proletária na França, mas a experiência dura somente dois meses. Em 1917, a Revolução Russa inicia o processo de construção do socialismo em larga escala. O regime, no entanto, assume caráter centralizador e totalitário, que se espalha por diversos países. Com o fim da URSS, em 1991, o sistema extingue-se nas ex-repúblicas soviéticas e nos países do Leste Europeu. Atualmente, os governos comunistas do Vietnã, de Cuba e da China adotam alguns princípios capitalistas de economia de mercado.

http://www-storia.blogspot.com.br/