Principais Artistas Plásticos do Brasil e do Mundo

Tags

Principais Artistas Plásticos do Brasil e do Mundo  

Principais Artistas Plásticos do Brasil e do Mundo
Acconci, Vito (1940-), norte-americano: Seedbed (1972); Sleeping Dog Couch (1984).

Albers, Josef (1888-1976), alemão naturalizado norte-americano: Impossíveis (1931); Homenagem ao Quadrado (1964).

Angélico, Fra (Giovanni da Fiesole) (1387-1455), italiano: Anunciação (1433-1434); Visitação (1434); Deposição (1436).

Appel, Karel (1921-), holandês: O Mocho (1953); Mulheres e Pássaros (1958).

Archipenko, Alexander (1887-1964), norte-americano de origem russa: Boxeadores (1913); Médrano II (1913-1914).

Arcimboldo, Giuseppe (1573-1593), italiano: O Bibliotecário (1566); Vertumnus (1590-1591).

Arp, Hans (ou Jean) (1888-1966), alemão radicado na França: Formas da Terra (1916-1917); Configuração (1928); Constelação em Cinco Formas Brancas e Duas Pretas (1932).

Bacon, Francis, irlandês: Três Estudos para uma Crucificação (1944); Papa Inocêncio X (1953); Estudo para Retrato de Van Gogh III (1957).

Balla, Giacomo (1871-1958), italiano: Lâmpada em Arco (1909); Dinamismo de um Cão na Coleira (1912).

Baselitz, Georg (1938-), alemão: Homem de Fé (1983); Cabeça em Lágrimas (1986).

Basquiat, Jean-Michel (1960-1986), norte-americano: A Lua de Cadillac (1981); Tabaco (1984).

Beckmann, Max (1884-1950), alemão: A Partida (1932-1935); Os Argonautas (1949-1950); Caravana de Circo (1940).

Bellini, Giovanni (1430-1516), italiano: Cristo com a Virgem e São João (1460); São Francisco no Deserto (1480).

Bernini, Gian Lorenzo (1598-1680), italiano: Plutão e Perséfone (1621-1622); David (1623); O Êxtase de Santa Teresa (1645-1652).

Beuys, Joseph (1921-1986), alemão: Como Explicar Quadros a uma Lebre Morta (1965); Coiote (1974); Terremoto (1981).

Bill, Max, suíço: Unidade Tripartida (1948-1949).

Boccioni, Umberto, italiano: Desenvolvimento de uma Garrafa no Espaço (1912); Forma Única de Continuidade no Espaço (1913).

Bonnard, Pierre (1867-1947), francês: Nu com a Lâmpada (1912); Nu na Banheira (1937).

Bosch, Hieronymus, holandês: O Carro de Feno (1500); As Tentações de Santo Antão (1510); O Jardim das Delícias (1510); Cristo Carregando a Cruz (1515-1516).

Boticcelli, Sandro, italiano: A Adoração dos Magos (1475); A Alegoria da Primavera (1478); Retrato de um Jovem (1482); O Nascimento de Vênus (1485).

Boucher, François (1703-1770), francês: A Toalete de Vênus (1751); Vênus Consolando o Amor (1751).

Brancusi, Constantin (1876-1957), romeno: O Beijo (1912); Pássaro no Espaço (1919); A Coluna Infinita (1937-1938).

Braque, Georges (1882-1963), francês: Casas em L’Estaque (1908); O Violinista (1911); Bandolim, Copo, Cântaro e Fruta (1927).

Broodthaers, Marcel (1924-1976), belga: Caçarola e Mexilhões Fechados (1964-1965); A Torpeza de Charles Dodgson (1972).

Brueghel, Pieter (1525-1569), flamengo: A Queda de Ícaro (1558-1566); Provérbios Flamengos (1559); O Triunfo da Morte (1562-1563); O Banquete Nupcial (1568).

Calder, Alexander (1898-1976), norte-americano: O Circo (1926-1931); Universo (1934); Móbile (1958); O Caranguejo Vermelho (1962).

Canaletto (Giovanni Antonio Canale) (1697-1768), italiano: O Pátio dos Cinzeladores (1728); O Bucentauro Diante do Palácio Ducal em Dia da Ascensão (1730).

Canova, Antonio (1757-1822), italiano: Amor e Psiquê (1793); Perseu com a Cabeça da Medusa (1804-1806).

Caravaggio (Michelangelo Merisi), italiano: Judith e Holofernes (1598-1599); A Vocação de São Mateus (1599-1600); A Ceia em Emaús (1600-1601); A Deposição de Cristo (1602-1604); A Morte da Virgem (1605).

Cézanne, Paul, francês: Os Jogadores de Cartas (1890-1892); As Grandes Banhistas (1898-1905); O Monte Sainte Victoire (1904-1906); O Jardim de Lauves (1906).

Chagall, Marc, francês de origem russa: Auto-Retrato com Sete Dedos (1912); O Violinista Verde (1912-1913); Auto-Retrato com Bode (1922-1923); A Acrobata (1930).

Chia, Sandro (1946-), italiano: Gruta Azul (1980); Incidente no Café Tintoretto (1982).

Chirico, Giorgio de (1888-1974), italiano: A Nostalgia do Infinito (1913); Retrato de Apollinaire (1914); O Grande Metafísico (1917); As Musas Inquietantes (1925).

Christo Javacheff (1935-), búlgaro: Surrounded Islands, Biscayne Bay, Greater Miami, Florida (1980-1983); Empacotamento da Ponte Neuf, Paris (1985).

Claude Lorrain (Claude Gellée) (1600-1682), francês: Paisagem com Narciso e Eco (1644); O Casamento de Isaac e Rebeca (1648).

Clemente, Francesco (1952-), italiano: Suonno (1982); Mentira Suave (1984).

Constable, John (1776-1837), inglês: Construção de Barco Perto do Moinho de Flatford (1814); A Carroça de Feno (1820-1821); A Catedral de Salisbury (1823); O Salto do Cavalo (1825).

Corot, Camille (1796-1875), francês: A Ponte de Narni (1827); A Catedral de Chartres (1830); Ville-d’Avray (1860); O Lago (1861).

Courbet, Gustave (1819-1877), francês: Enterro em Ornans (1849-1850); As Banhistas (1853); Bom Dia, Senhor Courbet (1854); O Atelier do Pintor (1855).

da Vinci, Leonardo, italiano: A Anunciação (1472-1473); A Virgem dos Rochedos (1493); A Última Ceia (1495-1498); Mona Lisa (1503); Sant’Anna, a Virgem e o Menino (1510).

Dalí, Salvador, espanhol: A Persistência da Memória (1931); A Tentação de Santo Antão (1946); Cristo de São João da Cruz (1951).

Daumier, Honoré (1810-1879), francês: O Colecionador (1857-1860); Vagão de Terceira Classe (1862).

David, Jacques-Louis (1748-1825), francês: O Juramento dos Horácios (1784); A Morte de Sócrates (1787); A Morte de Marat (1793); O Rapto das Sabinas (1794-1799).

Debret, Jean-Baptiste (1768-1848), francês: Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil (1834-1839).

Degas, Edgard, francês: A Família Bellelli (1860-1862); Duas Bailarinas no Palco (1874); O Absinto (1876); Depois do Banho (1888-1889).

Delacroix, Eugène, francês: A Barca de Dante (1822); O Massacre de Quios (1824); A Morte de Sardanapalo (1827); A Liberdade Conduzindo o Povo (1830); Mulheres de Argel (1834).

Delaunay, Robert (1885-1941), francês: A Torre Eiffel (1909-1910); Discos Solares (1912-1913).

Dine, Jim (1935-), norte-americano: O Acidente de Carros (1960); Duplo Auto-Retrato Vermelho (1964).

Dix, Otto (1891-1969), alemão: Bombardeio de Lens (1924); Frau Lange (1925); Trincheira em Flandres (1934-1936).

Dokoupil, Jiri Georg (1954-), tcheco: À Procura do Símbolo do Século XX (1983); O Atelier (1984).

Donatello, Donato di, italiano: Salomé (1425); Ascensão (1428-1430); David (1431-1933).

Dubuffet, Jean (1901-1985), francês: Corpos de Mulher (1950); Vache la Belle Allègre (1954); L’Interloqué (1954).

Duchamp, Marcel, francês:Nu Descendo a Escada nº1 (1911); A Passagem da Virgem à Esposa (1912); Roda de Bicicleta (1913); Fonte (1917); L.H.O.O.Q. (1919).

Dürer, Albrecht (1471-1528), alemão: Auto-Retrato (1498); Adão e Eva (1504); O Cavaleiro, a Morte e o Diabo (1513); Melancolia (1514).

Dyck, Anton van (1599-1641), belga: Retrato Eqüestre de Charles I (1633); Retrato Triplo de Charles I (1635).

Ensor, James (1860-1949), belga: A Entrada de Cristo em Bruxelas (1888-1889); Esqueletos que Procuram Se Aquecer (1889).

Ernst, Max, alemão: Oedipus Rex (1922); Duas Meninas São Ameaçadas por um Rouxinol (1924); O Vestido da Noiva (1938).

Eyck, Jan van (1390-1441), flamengo: A Adoração do Cordeiro Místico (1432); O Casal Arnolfini (1434); A Madona com o Chanceler Roulin (1435).

Fabro, Luciano (1936-), italiano: Itália Dourada (1971); A Dialética (1985).

Fautrier, Jean (1898-1964), francês: Hostage (1945); O Corpo Feminino (1945).

Fischl, Eric (1948-), norte-americano: O Mau Menino (1981); O Aniversariante (1983).

Fontana, Lucio (1899-1968), italiano: Conceito Espacial (1960); Conceito Espacial: Espera (1965).

Fragonard, Jean-Honoré (1732-1806), francês: O Balanço (1767); Jovem Lendo (1776).

Friedrich, Caspar David (1774-1840), alemão: A Cruz nas Montanhas (1808); Frade Capuchinho à Beira-Mar (1808-1810); Nascer da Lua sobre o Mar (1822).

Gabo, Naum (Naum Pevsner) (1890-1977), russo: Construção Linear (1920-1921); Construção no Espaço (Cristal) (1937).

Gainsborough, Thomas (1727-1788), inglês: Sr.e Sra.Andrews (1750); O Menino de Azul (1770).

Gauguin, Paul, francês: O Cristo Amarelo (1889); Vahine no te Tiare (1891); O Espírito dos Mortos Vela (1892); Ta Matete (1892).

Géricault, Théodore (1791-1824), francês: Oficial dos Hussardos (1812); A Balsa da Medusa (1819); O Derby de Epsom (1821); A Louca (1822).

Giacometti, Alberto (1901-1966), suíço: Duas Figuras (1926); Homem Apontando (1947); Retrato de Jean Genet (1955).

Giotto di Bondone, italiano: A Lamentação (1303-1305); A Fuga para o Egito (1303-1306); A Madona e o Menino (1320-1325); A Morte de São Francisco (1325).

Gogh, Vincent van, holandês: Girassóis (1888); O Quarto em Arles (1888-1889); Noite Estrelada (1899); Auto-Retrato (1890); Trigal com Corvos (1890).

Gorky, Arshile (1904-1948), norte-americano de origem armênia: A Cachoeira (1943); O Noivado II (1947).

Goya, Francisco de, espanhol: A Família de Carlos IV (1800); A Maja Desnuda (1800); Os Desastres da Guerra (1810); Os Fuzilamentos do Três de Maio de 1808 (1814).

Greco, El (Domenikos Theotokopoulos), espanhol de origem grega: O Enterro do Conde de Orgaz (1586); A Crucificação (1590-1600); Toledo (1604-1614); Laocoonte (1610-1614).

Gris, Juan (1887-1927), espanhol: Garrafa e Copo (1914); Arlequim com Guitarra (1919).

Grosz, George (1893-1959), alemão: Metrópolis (1917); Funcionário do Estado para as Pensões dos Mutilados de Guerra (1921).

Hals, Frans (1580-1666), belga: Menino com Flauta (1623-1625); O Alegre Beberrão (1628-1630); Jovem Cigana (1628-1630); A Bruxa de Harlem (1630-1633).

Hamilton, Richard (1922-), inglês: O Que Torna os Lares de Hoje Tão Diferentes, Tão Atraentes? (1956); Kent State (1970).

Haring, Keith (1958-1990), norte-americano: Ignorance = Fear (1989).

Hartung, Hans (1904-1989), francês de origem alemã: Composição (1950); Feixe (1953).

Heckel, Erich (1883-1970), alemão: Casas Vermelhas (1908); Dia Cristalino (1913).

Hockney, David (1937-), inglês: Cabeça Egípcia Desaparecendo em Nuvens Descendentes (1961); The Splash (1967).

Hopper, Edward (1882-1967), norte-americano: Casa Junto à Ferrovia (1925); Manhã de Domingo (1930); Gasolina (1940); Notívagos
(1942).

Immendorf, Jörg (1945-), alemão: Café Deutschland (1983); Caldeirão (1985).

Ingres, Jean-Auguste-Dominique (1780-1867), francês: A Banhista de Valpinçon (1808); A Grande Odalisca (1814); Monsieur Bertin (1832); O Banho Turco (1863).

Johns, Jasper (1930-), norte-americano: Bandeira sobre Branco com Colagem (1955); Alvo com Quatro Faces (1955); Três Bandeiras (1958).

Judd, Donald (1928-1994), norte-americano: Sem Título (1965); Sem Título (1993).

Kahlo, Frida, mexicana: Auto-Retrato (1940); A Coluna Quebrada (1944); Auto-Retrato com Diego e Meu Cão (1953-1954).

Kandinsky, Wassily, russo estabelecido na Alemanha: Composição nº 2 (1910); No Círculo (1911); Impressão III, Concerto (1911); Improvisação nº 19 (1911); Com o Arco Negro (1912); Pintura Amarela (1938).

Kapoor, Anish (1954-), indiano: Nomes (1981); Isto É o Homem (1989).

Kiefer, Anselm (1945-), alemão: Heróis Espirituais da Alemanha (1973); Terra Queimada (1974); As Mulheres da Revolução (1986).

Kirchner, Ernst Ludwig (1880-1938), alemão: O Artista e seu Modelo (1907); Cinco Mulheres na Rua (1913); A Torre Vermelha de Halle (1915).

Klee, Paul, suíço: Motivo de Hammamet (1914); Senécio (1922); Peixe-Magia (1925); Ad Parnassum (1932); Morte e Fogo (1940).

Klein, Yves (1928-1962), francês: IKB 184 (1957); Antropometrias (1958-1960).

Klimt, Gustav (1862-1918), austríaco: Nuda Veritas (1899); Judite I (1901); Friso Beethoven (1902); O Beijo (1907-1908).

Kokoschka, Oskar (1886-1980), austríaco: Herwarth Walden (1910); A Noiva dos Ventos (1914); Mulher em Azul (1919).

Kooning, Willem de, holandês radicado nos EUA: Mulher (1949); Mulher e Bicicleta (1952-1953); Composição (1955); Porto no Rio (1960).

Kosuth, Joseph (1945-), norte-americano: Uma e Três Cadeiras (1965); Arte como Idéia (1966).

Kounelis, Janis (1936-), grego: Porta Murata (1969); H.C.W.W. (1991).

Kruger, Barbara (1945-), norte-americana:Sem Título (Seu Olhar Bate em Meu Rosto) (1981).

Lam, Wilfredo (1902-1982), cubano: A Selva (1943); Harpa Astral (1944).

La Tour, Georges de (1593-1652), francês: O Jogo de Cartas (1625); Madalena Arrependida (1640); A Natividade (1645).

Léger, Fernand, francês: Soldado com Cachimbo (1916); O Jogo de Cartas (1917); Os Lazeres (1948-1949); A Grande Parada (1954).

LeWitt, Sol (1928-), norte-americano: A7 (1967); 10,000 Lines 3" Long (1972).

Liechtenstein, Roy, norte-americano: Whaam! (1963); Moça Afogada (1963); Pinceladas Amarelas e Vermelhas (1966).

Louis, Morris (1912-1962), norte-americano: Idade de Ouro (1959); Alpha Phi (1961).

Magritte, René, belga: A Traição das Imagens (1928); O Espelho Falso (1935); O Libertador (1947); Memória (1948); O Império das Luzes (1954).

Malevitch, Kazimir, russo: Quadrado Negro (1913); Composição Suprematista (1915); Branco sobre Branco (1918).

Manet, Édouard, francês: Almoço na Relva (1863); Olímpia (1863); O Tocador de Pífaro (1866); O Balcão (1868); O Bar do Folies-Bergère (1882).

Marc, Franz (1880-1916), alemão: Cavalo Azul I (1911); A Vaca Amarela (1911); O Tigre (1912); Formas em Luta (1914).

Maria, Walter de (1935-), norte-americano: Art Yard (1961); Campo de Relâmpagos (1971-1977).

Matisse, Henri, francês: Madame Matisse (1905); Dança (1909); Harmonia em Vermelho, o Estúdio Vermelho (1911); Grande Nu Reclinado/O Nu Rosa (1935); Jazz (1947).

Matta Echaurren, Roberto (1911-2002), chileno: A Vertigem de Eros (1944); A Sombra do Momento (1966).

Michelangelo Buonarotti, italiano: Pietà (1497-1500); David (1502); O Teto da Capela Sistina (1508-1512); Moisés (1512-1516); O Juízo Final (1536-1541).

Millet, Jean-François (1814-1875), francês: As Colheiteiras (1857); O Angelus (1858-1859).

Miró, Joan, espanhol: O Carnaval do Arlequim (1924-1925); Interior Holandês I (1928); Constelações (1940-1941); Mulheres e Pássaro ao Luar (1949); Azul III (1961).

Modigliani, Amedeo (1884-1920), italiano: Nu Sentado (1916); A Noiva e o Noivo (1916); Nu Reclinado (1917-1918); A Italiana (1956).

Moholy-Nagy, László (1895-1946), húngaro: Modulador de Luz e de Espaços (1922-1930); Composição Q XX (1923).

Mondrian, Piet, holandês: Quadro nº1 (1921); Composição com Vermelho, Amarelo e Azul (1921); Amarelo e Azul (1921).

Monet, Claude, francês: La Grenouillère (1869); Impressão, Nascer do Sol (1872); Montes de Feno (1890-1892); A Catedral de Rouen (1894); Ninféias (1908).

Moore, Henry (1898-1986), inglês: Figura Reclinada (1930); Helmet Head (1939); Rei e Rainha (1952-1953).

Morandi, Giorgio (1890-1964), italiano: Grande Natureza-Morta Metafísica (1918); Natureza-Morta (1946).

Moreau, Gustave (1826-1898), francês: A Aparição (1874-1876); A Flor Mística (1890); Júpiter e Sêmele (1894-1896).

Munch, Edward, norueguês: O Grito (1893); Ansiedade (1894); Ciúme (1895); Madona (1895-1902); A Dança da Vida (1899-1890).

Nolde, Emil (1867-1956), alemão: Dança em Torno do Bezerro de Ouro (1910); Mar de Outono (1910); Máscaras (1920).

Oldenburg, Claes (1929-), sueco: Dia de Compras (1965); Estudo para Chocolate Gigante (1966).

Oppenheim, Dennis (1938-), norte-americano: Mantendo Posição (1970); Uma Situação de Feedback (1971).

Paladino, Mimmo (1948-), italiano: Águas Estagnadas (1981); Sem Título (1982).

Penck, A.R. (Ralph Winkler) (1939-), alemão: Colocação (1971); Complexo de N. (1976); Incidente em N.Y.3 (1983).

Pevsner, Antoine (Anton Pevsner) (1886-1962), russo radicado na França: Formas Abstratas (1923); Construção Dinâmica (1947).

Picabia, Francis (1879-1953), francês: Edtaonisl (1913); Parade Amoureuse (1917).

Picasso, Pablo, espanhol: A Família de Saltimbancos (1905); As Moças de Avignon (1907); Os Três Músicos (1921); Guernica (1927); Suíte Vollard (1930-1937).

Piero della Francesca (1410-1492), italiano: Batismo de Cristo (1440-1445); Flagelação de Cristo (1450-1460); Ressurreição de Cristo (1460-1465).

Pollock, Jackson, norte-americano: A Loba (1943); Guerra (1947); Número 2 (1949); Ritmo Outonal (1950); Número 5 (1951).

Poussin, Nicolas (1594-1665), francês: A Sagrada Família na Escada (1648); Et in Arcadia Ego (1650-1655).

Puvis de Chavannes, Pierre (1824-1898), francês: Meditação (1869); O Pescador Pobre (1881).

Rafael Sanzio, italiano: O Casamento da Virgem (1504); Madona do Pintassilgo (1507); A Escola de Atenas (1508-1511); A Libertação de São Pedro (1513-1514); A Transfiguração (1517-1520).

Rauschenberg, Robert (1925-), norte-americano: Pintura Vermelha (1953); Cama (1955); Odalisca (1955-1958); Acidente (1963).

Ray, Man (Emanuel Rudnitsky), norte-americano: Os Lábios de Marilyn Monroe (1962); Motivo Perpétuo (1970).

Redon, Odilon (1840-1916), francês: Retrato de Violette Heymann (1909); O Nascimento de Vênus (1912).

Rembrandt van Rijn, holandês: A Lição de Anatomia do Doutor Tulp (1632); A Ronda Noturna (1642); O Boi Esquartejado (1655); Auto-Retrato (1658); A Noiva Judia (1665).

Renoir, Pierre-Auguste, francês: Au Moulin de la Galette (1876); Madame Carpentier e Suas Filhas (1878); O Almoço dos Remadores (1881); Grandes Banhistas (1884-1887); Banhista Sentada (1914).

Reynolds, Joshua (1723-1792), inglês: As Graças Adornando Himeneu (1773); Lavínia, Condessa de Spencer (1782).

Richter, Gerhard (1932-), alemão: Anunciação Segundo Ticiano (1972); Oktober 1977 (1988).

Rivera, Diego, mexicano: Criação (1922-1923); O Líder Camponês Zapata (1931).

Rodin, Auguste, francês: As Portas do Inferno (1880-1917); Os Burgueses de Calais (1884-1886); O Beijo (1886); Balzac (1893-1894).

Rossetti, Dante Gabriel (1828-1882), inglês: A Educação da Virgem Maria (1848-1849); Beata Beatrix (1863).

Rothko, Mark (1903-1970), norte-americano de origem russa: Pintura nº 26 (1947); Duas Aberturas em Preto sobre Vinho (1958); Preto sobre Cinza (1970).

Rouault, Georges (1871-1958), francês: O Palhaço (1905); Ao Espelho (1905); Guerra e Miserere (1917-1919).

Rubens, Peter Paul, flamengo: A Descida da Cruz (1611-1614); Retrato de Susanna Fourment (1620-1625); A Festa de Vênus (1630-1640); O Julgamento de Páris (1632-1635); As Três Graças (1639).

Schiele, Egon (1890-1918), austríaco: Auto-Retrato com Vaso de Argila Preto (1911); Mulher com Duas Crianças (1917); O Abraço (1917).

Schnabel, Julian (1951-), norte-americano: O Mar (1981); O Estudante de Praga (1983).

Schwitters, Kurt (1887-1948), alemão: Merzbau (1918-1938); Merz;Konstruktion (1921).

Segal, George (1924-2000), norte-americano: O Posto de Gasolina (1963-1964); Garota num Sofá de Vime Vermelho (1973).

Seurat, Georges (1859-1891), francês: Banho em Asnières (1883-1884); Tarde de Domingo na Ilha La Grande Jatte (1884); Desfile do Circo (1887-1888); Jovem Empoando-se (1889-1890); O Circo (1890-1891).

Siqueiros, David Alfaro (1896-1974), mexicano: Retrato da Burguesia (1936-1937); A Marcha da Humanidade (1964).

Smithson, Robert (1938-1973), norte-americano: Spiral Jetty (1970); Broken Circle/Spiral Hill (1971).

Soto, Jesús-Rafael (1923-), venezuelano: Movimento Horizontal (1963); Amarelo Plex (1969).

Soutine, Chaim (1894-1943), francês de origem italiana: Carcaça de Boi (1925); Menino do Coro Sentado (1930); A Catedral de Chartres (1933).

Staël, Nicolas de (1914-1955), francês de origem russa: Les Martigues (1952); O Forte de Antibes (1955).

Tanguy, Yves (1900-1955), francês naturalizado norte-americano: O Sol em Sua Arca (1936); A Rapidez do Sono (1945).

Tápies, Antoni (1923-), espanhol: Pintura Amarela (1954); Horizontais em Negro (1960).

Tiepolo, Giovanni Battista, italiano: O Banquete de Antonio e Cleópatra (1743-1744); Europa (1752-1753); Apoteose da Espanha (1764).

Ticiano Vecellio, italiano: Amor Sacro e Amor Profano (1514); A Assunção de Nossa Senhora (1516-1518); Baco e Ariadne (1520-1523); A Vênus de Urbino (1538); Vênus com Organista e Cupido (1548).

Tinguely, Jean (1925-1991), suíço: Metamachine 4 (1958-1959); Homenagem a Nova York (1960).

Tintoretto (Jacopo Robusti), italiano: São Jorge e o Dragão (1560); A Última Ceia (1592-1594); A Crucificação (1565).

Toulouse-Lautrec, Henri de, francês: Jane Avril no Jardin de Paris (1893); Le Divan Japonais (1893); Dança no Moulin Rouge (1890); No Moulin Rouge (1892); A Casa da Rue des Moulins (1894).

Turner, Joseph William (1775-1851), inglês: O Castelo de Norham: Amanhecer (1835-1840); O Combatente Téméraire (1838); O Navio Negreiro (1840); Paz: Enterro no Mar (1842).

Uccelo, Paolo (1397-1475), italiano: São Jorge e o Dragão (1455-1460); A Batalha de San Romano (1456-1460).

Vasarély, Victor (1908-1997), húngaro radicado na França: 100 F (1957); Arny (1967-1968).

Velásquez, Diego, espanhol: A Rendição de Breda (1634-1635); O Bufão Dom Sebastião de Morra (1644); Vênus ao Espelho (1648); Retrato do Papa Inocêncio X (1650); As Meninas (1656).

Vermeer, Jan (1632-1675), holandês: O Copo de Vinho (1658-1660); Vista de Delft (1660); Ruela (1660); O Colar de Pérolas (1664); A Rendeira (1670).

Warhol, Andy, norte-americano: Lata de Sopa Campbell’s de 19 Centavos (1960); Marilyn (1962); Garrafas Verdes de Coca-Cola (1962); Caixas de Brillo (1964); Cadeira Elétrica (1967).

Watteau, Jean-Antoine (1684-1721), francês: A Peregrinação à Ilha de Cítera (1718); Mezzetin (1719).

Whistler, James (1834-1903), norte-americano: Sinfonia em Branco nº1 (1862); Arranjo em Cinza e Negro: a Mãe do Pintor (1871).

Wols (Wolfgang Schulze) (1913-1951), alemão: A Romã Azul (1946); Nourritures (1949).

Principais Artistas Plásticos do Brasil

Principais Artistas Plásticos do Brasil
Abramo, Livio – Meninas de Fábrica (1935); Festa (1954); Paraguay, Plaza y Casas (1964).

Aguilar, José Roberto (1941-) – Futebol I (1966); Woman (1997).

Aleijadinho, Antônio Francisco Lisboa, o – Os Passos da Paixão (1796-1799) e o Adro dos Profetas (1800-1805) em Congonhas do Campo, MG.

Almeida Júnior, José Ferraz de – O Descanso do Modelo (1882); Caipira Picando Fumo (1893); O Importuno (1898).

Amaral, Antonio Henrique – Bananas (1970); Expansão (1977).

Amaral, Tarsila do – A Negra (1923); Abaporu (1928); Antropofagia (1929); Operários (1931).

Américo, Pedro – O Grito do Ipiranga (1888); Batalha do Avaí (1879); A Carioca (1882).

Amoedo, Rodolfo (1857-1941) – Marabá (1882); O Último Tamoio (1883).

Araújo, Emanoel (1940-) – Mulheres e Gatos (1964); Fálico Exu (1987).

Ataíde, Manuel da Costa – Teto da Igreja de São Francisco (Ouro Preto) (1801-1812); A Santa Ceia (1828).

Babinski, Maciej Antoni (1931-) – Mulheres (1963); Gravura X (1967).

Bandeira, Antônio – A Grande Cidade Iluminada (1953); Flora Noturna (1959); A Árvore (1965).

Baranek, Frida (1961-) – Bolo (1990); Sem Título (1990).

Baravelli, Luís Paulo (1942-) – A Ilha (1973); Belina Azul a Álcool (1983); Primeiras Considerações sobre o Espaço/Tempo (1987).

Barros, Fabiana de (1957-) – 7/R3 – Instalação das Torres (1989); Allerretour (1996).

Barros, Geraldo de (1923-1998) – Pássaros Noturnos (1951); Objeto Forma (1953); Tríptico (1986).

Barsotti, Hércules (1914-) – Preto, Branco, Preto (1960); Impulso Central (1964).

Bernardelli, Rodolfo (1857-1936) – Moema (1895); Cristo e a Adúltera (1878-1879).

Bonadei, Aldo (1906-1974) – Fundo de Quintal (1944); Paisagem (1964).

Bonomi, Maria (1935-) – Xilogravura I (1953); Antiprojeto (1966).

Brecheret, Vitor – Eva (1920); Cabeça de Cristo (1920); Monumento às Bandeiras (1936-1953); Índio e a Suassuapara (1951).

Brennand, Francisco (1927-) – Os Pássaros (1990); Inês de Castro (1994).

Caldas, Waltércio – As Sete Estrelas do Silêncio (1978); Convite ao Raciocínio (1980); Curva (1988).

Câmara, João (1944) – Vietnose (1966); Efusivos e Saudosos (1975).

Camargo, Iberê – Carretel Azul (1960); Expansão (1964); Figura (1965); Hora X (1984).

Camargo, Sérgio de (1930-1990) – Relevo nº 182 (1967); Relevo nº 193 (1968); Opus 576 (1985).

Carvalho, Flávio de – Nu Feminino Deitado (1932); Figura (1937); Série Trágica: Minha Mãe Morrendo (1947); Retrato de José Lins do Rêgo (1948).

Castagneto, Giovanni B. (1851-1900) – Praia de Santa Luzia (1884); Marinha com Barco (1895); Paisagem com Barco ao Seco (1895).

Castro, Amílcar de – Unidade (1964); Cavalo (1972); Escultura (1989).

Castro, Willys de (1926-1988) – Composição VI: Distribuição Rítmica sobre um Sistema Modulado (1953); Objeto Ativo 1-1 (1962).

Catunda, Leda (1961-) – Chica a Gata e Jonas o Gato (1985); Ronda Noturna (1988).

Clark, Lygia – Plano em Superfície Modulada nº 2 (1956); Casulo nº 3 (1959); Bicho, Caranguejo Duplo (1961); O Dentro É o Fora (1963).

Cordeiro, Waldemar (1925-1973) – Movimento (1951); Dólar (1966); Auto-Retrato Probabilístico (1969).

Dacosta, Miltom (1915-1988) – Sobre Fundo Negro (1954-1955); Em Vermelho (1958); Figura (1967).

Darel, Valença Lins (1924-1984) – Cidade (1960); Pin-Up em Verde (1979).

Di Cavalcanti, Emiliano – Morro (1929); Cinco Moças de Guaratinguetá (1930); Mulher Sentada (1941); Pescadores (1951).

Dias, Antonio (1944-) – Fumaça do Prisioneiro (1964); O Herói Despido (1966); Os Olhos Vazios (1988).

Dias, Cícero (1908-2003) – Eu Vi o Mundo, Ele Começava no Recife (1929); Sonho de Prostituta (1930); Banho de Rio (1931); Época (1953).

Duke Lee, Wesley (1931-) – Tiradentes (1978); A Fortaleza de Arkadin (1990).

Fajardo, Carlos (1941-) – Três Horas/Diferentes Pessoas/Em Santos/Fora de Casa (1977); Sem Título (1988).

Farnese de Andrade (1926-1996) – Hiroshima (1972); Máquina 5 (1978).

Ferrari, León (1920-) – Lembranças de Meu Pai (1977); Releitura da Bíblia (1986-1987).

Fiaminghi, Hermelindo (1920-) – Retícula, Cor, Luz (1961); Elevação Vertical com Movimento Horizontal (1955).

Fiori, Ernesto de (1884-1945) – Figura Feminina (1937); O Brasileiro (1938).

Flemming, Alex (1954-) – Anjo (1984); A Queda dos Obeliscos (1988).

Flexor, Samson (1907-1971) – Va et Vient (1954); Composição em Cinza e Rosa (1969).

Fonteles, Benê (1953-) – Xerografia (1980); Para o Espírito de Mira Schendel (1989).

Franco, Sirón (1947-) – Título Proibido (1984); O Analista (1984).

Fukushima, Takashi (1950-) – Haliotis (1992); Black and Blue (Díptico) (1995).

Fukushima, Tikashi (1920-2001) – Vento e Mar (1960); Vento de Outono (1986).

Geiger, Anna Bella (1933-) – nº 1 Blau Platz (1984); Pier e Ocean com Pesos Pesados e Leves (1987).

Gerchman, Rubens – A Bela Lindonéia (1966); Ar (1967); Black Cadilack (1986).

Giorgi, Bruno (1905-1993) – Mulher ao Luar (1949); Candangos (1957); Meteoro (1968).

Goeldi, Oswaldo – Amanhecer na Praia (1930); Pescadores (1950-1952); Chuva (1955); Pescador (1970).

Gomide, Antonio (1895-1967) – Paisagem com Barcos (1923); Composição Cubista (1932).

Graciano, Clóvis (1907-1988) – Dança (1935); Capoeira (1962).

Granato, Ivald (1949-) – O Quadro em Frente ao Dólar (1983); Urubu Eletrônico (1986).

Grassmann, Marcelo (1925) – Íncubus Súcubus nº 4 (1953); Gravura I (1966); A Morte e a Donzela (1994).

Gross, Carmela (1944-) – Projeto para a Construção de um Céu (1980); Cachoeira (1985).

Guignard, Alberto da Veiga – A Família do Fuzileiro Naval (1930); Auto-Retrato (1931); Léa e Maura (1940); Ouro Preto (1951).

Hudinilson Júnior (1957-) – Narcisse/Exercício de Me Ver (1984).

Ianelli, Arcângelo – Em Busca da Liberdade (1963); Superposição de Quadrados (1973); Réquiem (1987); Vibrações em Vermelho (1990).

Jardim, Evandro (1935-) – O Quadro da Árvore e o Quadro da Casa (1977); Jaraguá (1979).

Katz, Renina (1926-) – Favela (1948-1956); Cárceres (1978); Contradição (1986).

Krajcberg, Frans (1921-) – Floração (1968); Cascas (1991-1992).

Lacaz, Guto (1948-) – Rádios Pescando (1986), Eletro Esfero Espaço (1987).

Leirner, Jac (1961-) – Os Cem (Roda) (1986); Nomes (1989)

Leirner, Nelson (1932-) – Doremifasolasidore... (1965); Adoração (1966).

Leonílson, José (1957-1993) – Dinossauro e Coelho (1983); O Orgulho das Suas Vontades (1988).

Mabe, Manabu – Abstracionismo (1967); O Tempo Passa (1979).

Machado, Ivens (1942-) – Bumerangue (1979); Mapa Mundo (1979).

Malfatti, Anita – A Estudante Russa (1915); O Farol (1915); O Homem Amarelo (1915-1916); A Boba (1917).

Martins, Aldemir (1927-) – Cangaceiros (1951); Gato (1977).

Martins, Maria (1900-1973) – Cobra Grande (1942); A Soma de Nossos Dias (1954-1955).

Mavignier, Almir (1925-) – 9 Quadrados (1957); Deslocamento e Mudança de Cores (1971).

Meireles, Cildo – Espelho Cego (1970); Desvio para o Vermelho (1986); Olvido (1989).

Meireles, Vítor – A Primeira Missa no Brasil (1860); Moema (1866); Batalha dos Guararapes (1879).

Mohalyi, Yolanda (1909-1978) – Composição I (1959); Em Alguma Parte (1970).

Nery, Ismael – Eva (1925); Nu (1927); Nu Cubista (1927); O Encontro (1928).

Nery, Wega (1916-) – Barcarola Branca (1960); Perspectivas (1963). (checar mais)

Nitsche, Marcelo (1942-) – Aliança para o Progresso (1965); Massas (1986).

Ohtake, Tomie – Composição em Amarelo (1966); Composição (1974); Vermelho (1985).

Oiticica, Hélio – Metaesquema (1957); Parangolés (1965); Tropicália (1967).

Ostrower, Fayga (1920-2001) – A Morte e a Donzela (1953); 7113 (1971).

Pancetti, José – Autovida (1945); Mangaratiba (1946); Praia da Bahia (1951); Areia Preta (1954).

Pape, Lygia (1929-) – Tecelares (1958); Ovos de Vento (1979); Amazoninos (1990).

Parreiras, Antonio (1860-1937) – Iracema (1909); Restinga em Março (1933).

Piza, Artur Luíz (1928-) – Tela Mosaico nº 58 (1963); Noite Estrelada (1989).

Plaza, Julio (1938-2003) – Concept (1972); Instalação para Malevitch (1978)

Portinari, Cândido – Café (1935); Futebol (1940); Retirantes (1944); A Guerra e a Paz (1957).

Ramos, Nuno (1960-) – O Castigo (1985).

Rêgo Monteiro, Vicente do – Menino Nu e Tartaruga (1923); Flagelação (1923); Atirador de Arco (1925); Pietá (1966).

Resende, José (1945-) – Sem Título (1985); Sem Título (1989).

Rosa, Dudi Maia (1946-) – Io (1981); Sim (1981).

Sacilotto, Luiz (1924-) – Retângulo Eventual (1954); Concrection 5732 (1957).

Samico, Gilvan (1928-) – Comedor de Folhas (1962); A Fonte (1990).

Schendel, Mira – Dicembre (1963); Os Telefonemas (1974).

Scliar, Carlos (1920-2001) – Gravuras Gaúchas (1952); Cavalete com Aperos (1955).

Segall, Lasar – Paisagem Brasileira (1925); Bananal (1927); Navio de Imigrantes (1939-1941); Guerra (1942).

Senise, Daniel (1955-) – A Palheta (1985); V.G. (1989).

Serpa, Ivan (1923-1973) – Formas (1951); Construção nº 87 (1955); Figuras (1964).

Shiró, Flávio (1928-) – Tríptico (1962); Délfica (1963); Díptico (1989).

Silveira, Regina (1939-) – As Loucas (1963); Destrutura Urbana IV (1974); Símile 5 (1983).

Stockinger, Francisco (1919-) – Agressão (1963); Carcará (1966); Sobrevivente V (1976).

Toledo, Amélia (1926-) – Onda (1987); Mundo de Espelhos (1988).

Tozzi, Cláudio (1944-) – O Bandido da Luz Vermelha (1967); Papagália 11 (1980).

Tuneu (1948-) – Preto e Branco (1974); Considerações sobre um Relógio de Sol (1985-1986).

Tunga (1952-) – Vênus (1977); Les Bijoux de Madame de Sade (Escalpo) (1984).

Valentim, Rubem (1922-1991) – Composição nº 5 (1953); Objeto Emblemático nº 5 (1969); Emblema VI (1989).

Vallauri, Alex (1949-1987) – Festa na Casa da Rainha do Frango Assado (1985).

Varejão, Adriana (1964-) – Ícone (1987); Santo (1988).

Vergara, Carlos (1941-) – O Berço Esplêndido (1969); Instalação com Pintura (1989).

Visconti, Eliseu – Gioventú (1898); Cabral Guiado pela Previdência (1899); As Oréadas (1899); A Carta (1906).

Volpi, Alfredo – Casas (1955); Bandeirinhas (1960); Portas, Janelas e Bandeiras (1963); Composição em Ogiva (1980).

Weissmann, Franz (1914-) – Torre (1957); Coluna Essencialista (1979-1985); Cubo Aberto (1985).

Zanini, Mário (1907-1971) – Igreja de São Vicente (1940).

www.klimanaturali.org