Guerra dos Emboabas em Minas Gerais

Guerra dos Emboabas em Minas Gerais

Guerra dos Emboabas em Minas GeraisConflito entre brasileiros e portugueses, pela posse das minas de ouro no território de Minas Gerais, a Guerra dos Emboabas começou em 1708 e só terminou em 1710. Garantidos por ato régio, os paulistas se julgavam com o direito de dirigir os trabalhos de mineração, mas a enorme afluência de forasteiros e as dificuldades surgidas no abastecimento ocasionaram repetidos choques armados com os "Emboabas". (A palavra parece derivar do nome dado pelos indígenas às aves de pernas emplumadas, para referir-se aos portugueses, que usavam botas de cano alto.)

A exploração do ouro no Brasil-colônia suscitou sangrentas repressões do poder português, como a guerra dos emboabas.

O ponto de referência para o início das lutas é 12 de outubro de 1708, quando Borba Gato, superintendente das minas, determinou que o chefe dos Emboabas, Manuel Nunes Viana, grande criador de gado e contrabandista de ouro, fosse expulso de Minas Gerais. Nunes Viana, estabelecido na Bahia, também disputava em Minas Gerais o monopólio da carne, fumo e aguardentes de que necessitavam os bandeirantes, mas não era o único. Sob seu comando, os emboabas estabeleceram um governo próprio na região e decidiram atacar os paulistas concentrados em Sabará, às margens do rio das Mortes. Um contingente comandado por Bento do Amaral Coutinho atacou os paulistas, chefiados por Valentim Pedroso de Barros e Pedro Pais de Barros, no Arraial da Ponta do Morro, atual Tiradentes. Derrotados, os paulistas renderam-se a Amaral Coutinho. Este, em desrespeito às garantias dadas, trucidou cerca de 300 paulistas (alguns historiadores reduzem esse número a cinqüenta), no local que ficou conhecido como Capão da Traição, em janeiro ou fevereiro de 1709.

A paz só foi restabelecida com a chegada do capitão-general do Rio de Janeiro, Antônio de Albuquerque Coelho de Carvalho, que obrigou Nunes Viana a deixar Minas Gerais e voltar para a região do rio São Francisco. Alguns paulistas recuperaram suas antigas lavras, mas outros debandaram. Em 11 de novembro de 1709 foi criada a Capitania de São Paulo e Minas, governada por Antônio de Carvalho.

www.klimanaturali.org
www.geografiatotal.com.br