Rio Guadalquivir na Espanha

Rio Guadalquivir na Espanha

Rio Guadalquivir na Espanha
Rio Guadalquivir em Sevilha
A navegabilidade do Guadalquivir, de Sevilha até o Atlântico, transformou essa cidade na sede da Casa de Contratação, criada em 1503 para organizar o comércio com a América.

O Guadalquivir atravessa a Andaluzia de leste para oeste e constitui o maior rio do sul da Espanha. Os romanos o denominaram Betis, de onde o nome Bética dado antigamente à Andaluzia. Os árabes chamaram-no Uádi el-Kebir (rio grande), originando-se daí o nome espanhol. Nasce na serra de Cazorla, na província de Jaén, a 1.600m de altitude, e após um percurso de cerca de 660km desemboca no Atlântico. Banha as cidades de Córdoba e Sevilha e pequenas áreas de outras cidades.

Pela margem direita o Guadalquivir recebe seus afluentes mais importantes, entre eles o Genil. Os da margem esquerda descem todos da serra Morena e são de pequeno curso. O rio é navegável por oitenta quilômetros, de Sevilha até a foz, mas a passagem de navios de grande calado só foi possível depois de obras de canalização e dragagem. No tempo dos romanos, era navegável até Córdoba. A partir da década de 1970 foi dado impulso à industrialização da área, em particular à exploração de seu potencial elétrico. A irrigação permitiu aumentar a fertilização do vale, onde se destaca o cultivo de oliveiras.

www.klimanaturali.org