Rio São Lourenço na América do Norte

Rio São Lourenço na América do Norte

Rio São Lourenço na América do Norte
Rio São Lourenço
O rio São Lourenço é um sistema hidrográfico que liga a nascente do rio Saint Louis, no estado de Minnesota, Estados Unidos, ao estreito de Cabot, no Atlântico, no leste do Canadá. Entre os dois pontos, o São Lourenço percorre 4.023km em três diferentes trechos. No primeiro, une, por canais fluviais, os Grandes Lagos americanos, que podem ser considerados imensos alargamentos de seu curso. O segundo trecho, entre o lago Ontário e a ilha de Orleans, é o único que se pode definir como rio. O terceiro, abaixo da ilha de Orleans, é um estuário gigantesco, sujeito à variação das marés, que se abre em amplo golfo e se comunica com o oceano Atlântico pelo estreito de Cabot, entre Terra Nova e Nova Escócia.

Grande artéria navegável entre os Estados Unidos e o Canadá, o rio São Lourenço percorre mais de quatro mil quilômetros e permite a chegada de navios de todo o mundo ao coração da América do Norte.

O explorador francês Jacques Cartier percorreu o São Lourenço em 1535, em busca de uma passagem para o oceano Pacífico. A escavação de canais pouco profundos no início da década de 1780; a construção do canal Erie, de Buffalo até o rio Hudson, em 1825; a abertura do primeiro canal junto às cataratas do Niágara, em 1829; e a conclusão da primeira eclusa, em Sault Sainte-Marie, em 1855, alimentaram o sonho de criar uma via navegável até o interior do continente.

Em 1959, foi concluída a Via Marítima do São Lourenço, que, com 15.200km de águas navegáveis, abriu o interior agrícola e industrial da América do Norte a navios de médio calado. As diferenças de nível entre os lagos, que chegam a quase cem metros, são superadas por sistemas de eclusas e barreiras, como as que se distribuem pelo canal de Welland.

O projeto teve importante impacto econômico sobre os Estados Unidos e o Canadá. Uma das principais razões para sua implantação foi a descoberta, em Québec e Labrador, de vastos depósitos de minério de ferro, essenciais para as siderúrgicas americanas. O Canadá, importador do minério de ferro americano antes da abertura da via, passou depois a exportá-lo para os Estados Unidos.

www.klimanaturali.org