Zona da Mata Mineira

Zona da Mata Mineira

Zona da Mata Mineira

A Zona da Mata Mineira localiza-se no sudeste do estado de Minas Gerais. Abrange uma região que se estende do Rio Paraíba do Sul até as proximidades do rio Doce. Tem a noroeste a região auriferrífera e a sudeste, chega até os limites dos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. Suas terras, de relevo acidentado, são banhadas por três tributários do Paraíba do Sul: os rios Muriaé, Pomba e Paraibuna. A área contém rochas cristalinas, sobretudo gnaisses, e é trabalhada pelo tectonismo e pela erosão. O clima é tropical e úmido.

Na porção correspondente à bacia do rio Paraíba do Sul no estado de Minas Gerais, favorecida pelo clima quente e úmido, surgiu uma cobertura vegetal de características idênticas às da mata atlântica. Essa vegetação, na atualidade quase totalmente devastada, deu à região o nome de zona da Mata mineira.

O início do povoamento da zona da Mata mineira deu-se na segunda metade do século XVIII, período em que a mineração do ouro entrou em decadência. Encostas e vales foram então ocupados por antigos mineradores e logo a população foi acrescida dos migrantes procedentes da capitania e, depois, da província do Rio de Janeiro. A agricultura de subsistência então praticada foi substituída, no século XIX, pela cultura do café. Posteriormente, a pecuária leiteira tornou-se a principal atividade da região, cujos solos já se encontravam empobrecidos e desprovidos da cobertura vegetal.

O café é ainda a cultura principal no extremo norte da zona da Mata mineira. Na região de Juiz de Fora, seu maior centro urbano, predomina a horticultura. Na área que tem como centro a cidade de Leopoldina, a economia concentra-se na pecuária, na cultura de arroz, café e milho. A região de Ubá produz principalmente fumo.

Geografia Total