Biologia | Ciência que Estuda a Vida

Tags

Biologia | Ciência que Estuda a Vida



Biologia é a ciência responsável pelo estudo da vida: desde o seu surgimento, composição e constituição até a sua história evolutiva, aspectos comportamentais e relação com outros organismos e com o ambiente. A Biologia tem como objeto de estudo os seres vivos.

Biologia é uma palavra derivada do grego: Bio = vida; e Logos = estudo. Reconhecida oficialmente como ciência na transição entre os séculos 18 e 19, a Biologia se apresenta bastante ampla, já que não estuda somente os indivíduos e espécies isoladamente, mas também sua origem, evolução, constituição, aspectos comportamentais, a forma com que se relacionam entre indivíduos da mesma espécie e de espécies diferentes, a interação entre os seres vivos e o ambiente, como funcionam seus organismos, dentre diversos outros aspectos.

O objeto de estudo dessa ciência são os seres vivos, que são entidades que apresentam as propriedades de multiplicação, variação e hereditariedade, apresentando, predominantemente, em sua composição, átomos de hidrogênio, oxigênio, carbono e nitrogênio.

Biologia, Ciência que Estuda a Vida

A Biologia busca responder os fenômenos da Natureza por meio do método científico, que nos fornece critérios para tal. Primeiramente, há a observação, que consiste na análise dos fatos. Depois, o questionamento, etapa responsável pela identificação do objeto de estudo. Delimitando o tema, inicia-se o processo de formulação de hipóteses, no qual se buscam as possíveis respostas para o problema, com base nos conhecimentos disponíveis sobre o tema. Agora, temos a realização de dedução, que é a previsão possível baseada na hipótese. As deduções devem ser testadas, por meio da experimentação, observação, análise da consistência de sua lógica, ou mesmo testes matemáticos. Após todo esse processo, temos a conclusão, que é o momento em que a hipótese é aceita ou rejeitada; e a divulgação dessas etapas, por meio de artigos científicos, apresentações em eventos científicos, etc.

Quando uma hipótese é amplamente confirmada por meio de uma gama de experimentações e observações, é considerada uma teoria – note que aqui há uma grande diferença entre o que chamamos de teoria em nosso cotidiano, que é empregada como uma mera especulação.