Mostrando postagens com marcador Emirados Árabes Unidos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Emirados Árabes Unidos. Mostrar todas as postagens

Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates

Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates

 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates
 Dubai | Emirados Árabes Unidos | Dubai City | United Arab Emirates


Dubai é uma cidade e um emirado dos Emirados Árabes Unidos. Seus habitantes são chamados Dubaiotas. Fundada no século XVIII, o Emirado e a cidade ganharam destaque ao participar da criação dos Estados Truciais em 1853 e, em seguida, nos Emirados Árabes Unidos em 1971. O Emir de Dubai, assim, retém não oficialmente o cargo de vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos.

Com 3.885 quilômetros quadrados, é o segundo emirado em termos de área após Abu Dhabi. Banhado pelo Golfo Pérsico e localizado entre os Emirados de Sharjah (ao norte e leste) e Abu Dhabi (ao sul), a maior parte do território é ocupado pelo deserto de Rub al-Khali. O pequeno enclave de Hatta está localizado nas montanhas na fronteira com o sultanato de Omã.

Geografia Total

Emirados Árabes Unidos | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos dos Emirados Árabes Unidos

Emirados Árabes Unidos | Aspectos Geográficos e Socioeconômicos dos Emirados Árabes Unidos


Os Emirados Árabes Unidos ou Emiratos Árabes Unidos são uma federação de pequenos emirados, situada na Península Arábica. Confina a norte com o Qatar e o Golfo Pérsico (através do qual tem fronteira marítima com o Irão), a leste com o território omanita da Península de Musandam, com o Golfo de Omã e com Omã propriamente dito e a sul e a oeste com a Arábia Saudita. Capital: Abu Dhabi.

Os Emirados Árabes Unidos situam-se no sudoeste da Ásia, têm costa no golfo de Omã e no golfo Pérsico e fronteiras com Omã e com a Arábia Saudita. O país é uma planície costeira plana e estéril que se funde no interior com as dunas de areia do deserto arábico. Há também montanhas no leste do país. A sua localização estratégica ao longo das aproximações de sul ao estreito de Ormuz faz do país um ponto de trânsito vital para o petróleo bruto mundial. Considera-se que os Emirados Árabes Unidos são um dos quinze estados que constituem o chamado "Berço da Humanidade".

Geografia: Área: 83.600 km². Hora local: +7h. Clima: árido tropical. Capital: Abu Dhabi. Cidades: Dubai (1.290.000), Abu Dhabi (570.000), Sharjah (530.000), Al' Ayn (360.000) (2016).

População: 3,4 milhões (2016); nacionalidade: árabe; composição: árabes emirenses 25%, outros árabes 23%, sul-asiáticos 50%, outros 2%. Idioma: árabe (oficial). Religião: islamismo 75,6%, cristianismo 11,1% (católicos 5,1%, ortodoxos 2,9%, outros 3,1%), hinduísmo 7,6%, outras 4,6%, sem religião e ateísmo 1,2%.

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS, ASPECTOS GEOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS DOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Relações Exteriores: Organizações: Banco Mundial, FMI, OMC, ONU, Opep. Embaixada: Tel. (61) 248-0717, fax (61) 248-7543 – Brasília (DF); e-mail: u.a.e.emb@opengate.com.br, site na internet: www.the-emirates.com.

Governo: Federação de monarquias islâmicas (emirados). Div. administrativa: 7 emirados. Chefe de Estado: presidente xeque Khalifa bin Zaid an-Nahyan (desde 2004). Primeiro-ministro: xeque Maktoum bin Rashid al-Maktoum (desde 1990). Partidos: não há. Legislativo: unicameral – Conselho Nacional Federal, com 40 membros. Constituição: 1971.

Bandeira dos Emirados Árabes UnidosOs Emirados Árabes Unidos é formado por sete emirados localizados na entrada do golfo Pérsico, no Oriente Médio. Cada um tem o mesmo nome de sua capital e é governado por um xeque com total soberania sobre os assuntos internos. O território é desértico e pontilhado de oásis, com regiões montanhosas e praias. Aproximadamente 75% dos habitantes são imigrantes, a maioria vinda de países vizinhos ou do Paquistão. As regras islâmicas são aplicadas de forma tolerante: é permitido o consumo de bebidas alcoólicas nos hotéis e as mulheres podem andar com o rosto descoberto. Entretanto, o regime político é fechado, e o fundamentalismo islâmico está em crescimento. A exploração de petróleo e gás natural é a base da economia, mas o declínio de preços desses produtos tem levado a investimentos em turismo. Alguns emirados, em especial Dubai, se transformam também em importantes centros comerciais.
Abu Dhabi, dos Emirados Árabes Unidos

Abu Dhabi, dos Emirados Árabes Unidos

História dos Emirados Árabes Unidos

Ocupada por povos nômades desde o século VI a.C., a porção sudoeste da península Arábica corresponde à antiga Costa dos Piratas. No século XVI, tem o comércio monopolizado pelos portugueses. A ocupação britânica se inicia no século XVII, e em 1892 a região se torna protetorado do Reino Unido. Em 1971, as tropas britânicas se retiram, e seis emirados – Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Aiman, Um al Qaiuan e Al Fujayrah – formam uma federação com o nome de Emirados Árabes Unidos (EAU). A eles se junta, no ano seguinte, o emirado de Ra’s al Khaymah. A Presidência é entregue ao xeque Zayed bin Sultan an-Nahyan, de Abu Dhabi, enquanto o posto de primeiro-ministro fica com Maktoum bin Rashid al-Maktoum, filho mais velho do xeque de Dubai. Ele renuncia em 1979, é substituído pelo pai, o xeque Rashid Maktoum, e reassume em 1990, com a morte do pai. Em 1996, a Constituição provisória de 1971 passa a vigorar permanentemente. O país investe em armamentos, como a compra, em 1998, de 80 aviões F-16 dos Estados Unidos (EUA). Em 1999, o processo de privatização em Abu Dhabi estende-se aos setores de telecomunicações, água e energia elétrica. Em 2000 passa a funcionar a primeira bolsa de valores nos Emirados, em Dubai.
O governo apóia, em março de 2003, a coalizão anglo-americana que ataca o Iraque. Em novembro de 2004, morre o presidente xeque Zayed bin Sultan an-Nahyan, que estava no poder desde 1971. Os soberanos dos emirados escolhem seu filho, o xeque Khalifa bin Zaid an-Nahyan, para sucedê-lo.

http://www.klimanaturali.org
http://www.geografiatotal.com.br