Handebol | História e Regras

Tags

Handebol | História e Regras


Controlado pela Federação Internacional de Handebol (IHF, da sigla em inglês) no mundo e pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), o esporte faz parte do calendário definitivo dos Jogos Olímpicos desde 1972. Antes disso, o esporte só entra nas Olimpíadas de 1936. O evento mais importante do handebol, nos anos em que não há Olimpíadas, é o Campeonato Mundial, realizado a cada dois anos.

Regras – Adaptação do futebol em que duas equipes tentam marcar gols com as mãos (hand, em alemão). O goleiro é o único jogador que pode usar os pés para tocar na bola.
O esporte é regido pela Federação Internacional de Handebol. Apesar de ter sido disputado nas Olimpíadas de Berlim em 1936, o handebol só se torna esporte olímpico em 1972. É incluído nos Jogos Pan-Americanos em 1995. Também são disputados campeonatos mundiais. A invenção do esporte é atribuída ao professor de educação física alemão Karl Schellenz, em 1915. No início era jogado apenas por mulheres. Pouco depois, os homens passam a praticá-lo. Chega ao Brasil em 1930 e populariza-se em escolas e universidades. Foram disputadas copas do mundo em 1948, 1952 e 1956.

Mundial – O handebol pode ser praticado em campos ao ar livre (outdoor), com 11 jogadores de cada lado, ou em quadras cobertas (indoor), com sete jogadores por equipe. A partida tem dois tempos de 30 minutos para os homens e 25 minutos para as mulheres. O handebol com equipes de sete jogadores é a modalidade disputada nas Olimpíadas.

Os jogadores movimentam a bola por meio de passes feitos com as mãos até chegar à área do gol adversário. Os defensores fazem com o corpo uma barreira na área de lançamento para tentar impedir o gol. Se o goleiro não defender, sua equipe recomeça o jogo no meio do campo.

O handebol de sete jogadores é disputado em quadras de 40 m de comprimento por 20 m de largura, com dois gols de 3 m de largura por 2 m de altura. A bola tem de 58 cm a 60 cm de circunferência para os homens, e de 54 cm a 56 cm para mulheres e crianças. Os jogadores devem passar a bola em no máximo 3 segundos e só podem arremessá-la até o limite da área de gol, a 6 m. É considerado falta dar mais de três passos com a bola na mão. Para andar mais com a bola é preciso batê-la no chão. Também é falta arrancar a bola do adversário, socá-la se ela estiver na mão de outro ou entrar na área adversária com ou sem a bola. As faltas são penalizadas com tiro direto a 7 m do gol.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org
lumepa.blogspot.com

Arquivo