Natação nos Jogos Olímpicos

Tags


Natação nos Jogos Olímpicos

Natação nos Jogos Olímpicos

As competições de natação são organizadas pela Federação Internacional de Natação (Fina), no mundo, e pela Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA), no Brasil. Além das provas em Jogos Olímpicos, a principal competição do esporte é o Campeonato Mundial, realizado a cada dois anos. Outras competições de importância são a Copa do Mundo, que tem etapas durante o ano, e o Campeonato Mundial de Piscinas Curtas (25 m), a cada dois anos.

Olimpíadas - Nas Olimpíadas modernas a natação é o segundo esporte em importância, depois do atletismo, disputado desde os Jogos de 1896. Há registros egípcios sobre o nado de 2500 a.C. Gregos e romanos consideravam-no parte do treino militar. O primeiro país a adotá-lo como esporte foi o Japão. No século XIX, os ingleses definem as regras e organizam os primeiros campeonatos mundiais. A Federação Internacional de Natação (Fina) rege o esporte no mundo. No Brasil, o eleé organizado pela Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA).

Regras – São quatro os estilos de natação: crawl, costas, peito e borboleta. No crawl (ou livre), o peito fica submerso. Um braço é estendido enquanto o outro dá impulso dentro da água. Os pés batem para dar velocidade. No nado costas, o nadador desliza com as costas voltadas para o fundo da piscina, movimentando braços e pés como no crawl. No nado peito, o atleta contrai os braços, dentro da água, próximo das laterais do corpo, junta-os sob o peito e depois os estende a sua frente. As pernas, com os joelhos voltados para fora, são encolhidas e depois estendidas. No nado borboleta, os braços são erguidos simultaneamente para fora da água, imitando os movimentos das asas da borboleta. Quando voltam para a água, são estendidos ao mesmo tempo que o nadador mergulha a cabeça. As pernas, sempre juntas, ajudam a dar impulso.

Estilos – Realizam-se em piscinas de 25 m ou de 50 m (olímpicas), divididas em raias. Podem ser individuais ou por equipe. Nos revezamentos, disputados por equipes de quatro atletas, cada nadador completa uma parte da prova. São competições que alternam velocidade e resistência. Há também a prova de nado medley, que combina os quatro estilos. A distância percorrida é padronizada. Além do torneio olímpico e dos Jogos Pan-Americanos, disputa-se um campeonato mundial a cada quatro anos.

Os melhores resultados olímpicos do Brasil nos últimos anos são de César Cielo, medalha de ouro nos 100 m livre, em Pequim (2008); Ricardo Prado, medalha de prata nos 400 m medley, em Los Angeles (1984); de Gustavo Borges, prata nos 100 m nado livre, em Barcelona (1992), prata nos 200 m nado livre e bronze nos 100 m nado livre, em Atlanta (1996); e de Fernando Scherer, bronze nos 50 m nado livre, também nos Jogos de Atlanta.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org
lumepa.blogspot.com

Arquivo