Cultura de Huari | Peru

Tags

Cultura de Huari | Peru

Cultura de Huari | Peru

Irradiando-se a partir do núcleo urbano do mesmo nome, na atual província peruana de Huanta, perto de Ayacucho, a cultura de Huari, ou Wari, surgiu no início do período considerado intermediário das civilizações andinas (c.200 a.C.-550 da era cristã) e atingiu o apogeu durante a fase chamada de horizonte médio (c.550-1000), quando alcançou quase todo o território que viria a constituir o Peru.

Entre os anos 600 e 800 da era cristã, sete séculos antes do esplendor do império incaico, floresceu nos Andes centrais a cultura de Huari, que chegou a constituir uma poderosa civilização.

História. As ruínas e restos de utensílios, coletados na época da conquista espanhola, não bastam para uma reconstituição satisfatória da cultura de Huari. A descoberta de uma ampla rede de estradas e a presença dos mesmos estilos arquitetônicos em pontos do império muito distantes entre si fazem supor a existência de uma organização política capaz de controlar todo o território. Num primeiro momento de expansão, por volta do ano 700, essa cultura chegou até a zona de Nazca, como mostram peças de cerâmica decoradas com motivos mitológicos encontrados em Chaquipampa, na própria Huari e no vale do rio Nazca. Ao longo da primeira metade do século VIII, a nova capital, Huari, prevaleceu sobre Chaquipampa, que foi abandonada. Por volta do ano 800, o sítio de Huari já era centro de uma civilização que se estendia de Cajamarca e Chicama, ao norte, até Cuzco, ao sul.

Não são muito claras as causas da expansão da cultura de Huari. É certo, porém, que a sociedade dispunha de um poderoso exército, pois a melhora das condições climáticas e a evolução das técnicas agrícolas propiciaram excedentes de alimentos, que permitiram grande crescimento demográfico. Assim, foi preciso incorporar novos territórios para acomodar a população, o que não se poderia realizar sem vigoroso poder político e exército eficaz.

A partir do ano 800, as principais cidades do império ganharam relativa autonomia em relação à capital e algumas, como Pachacámac, acabaram por tornar-se reinos independentes. Os grandes centros da zona montanhosa, como Huari e Cajamarquilla, foram abandonados, talvez em virtude de uma estiagem que obrigou a população a procurar novas terras. Houve uma decadência da zona interior e o florescimento das cidades do litoral, entre as quais Chanchán, quando já tivera início a cultura Chimú.

Cultura. A agricultura de Huari era bastante desenvolvida, pois a população dispunha de canais, sistemas de irrigação e terraços artificiais para as plantações. Os contatos com povos vizinhos eram frequentes e produtivos. Com a cultura de Nazca, os habitantes de Huari aprenderam técnicas de olaria. Da cultura de Tiahuanaco adotaram outras técnicas artesanais, como o trabalho em bronze e em turquesa, o panteão dos deuses, os mitos e as leis. Embora não se conheçam as atribuições de seus dignitários, sabe-se que a sociedade de Huari era bem hierarquizada: nobres, sacerdotes, guerreiros, funcionários do estado, agricultores e artesãos.

Huari, a capital, que chegou a ter quarenta mil habitantes, era um núcleo urbano amuralhado, com casas de até três andares e diversos edifícios públicos, construídos com pedras não trabalhadas e ligadas com barro. A decoração, policromática, exibia motivos da cultura coetânea de Tiahuanaco, como o deus dos cajados da Porta do Sol. A escultura religiosa reproduzia figuras masculinas e femininas com penteados de estranho refinamento; encontraram-se miniaturas de turquesa, com tamanho de um a dez centímetros. As máscaras de ouro, assim como uma estátua de felino com traços humanos, de cobre, revelam a perícia dos artistas no trabalho do metal.

Pachacámac, na costa central, sobressaiu por sua cerâmica própria, com motivos figurativos que tinham  corpo de onça, cabeça de águia e mãos humanas. A cultura de Huari alcançou grande importância entre as civilizações pré-colombianas, mas foi eclipsada pelo brilho do império inca, que a partir de meados do século XIV dominou toda a região.

Cultura de Huari | Peru