Classicismo, Tendência Artística e Literária

Classicismo, Tendência Artística e Literária

#Classicismo, Tendência Artística e LiteráriaTendência artística e literária que resgata formas e valores greco-romanos da Antiguidade Clássica, especialmente da cultura grega entre os séculos VI a.C. e IV a.C. Essa retomada ocorre várias vezes no decorrer da história ocidental, inclusive na Idade Média. Entretanto, mostra-se mais intensa do século XIV ao XVI na Itália. Nas artes plásticas, na literatura e no teatro, o classicismo coincide com o Renascimento. No século XVIII, a tendência se repete com o nome de neoclassicismo. Na música erudita adquire características próprias e manifesta-se em meados do século XVIII.

O classicismo é profundamente influenciado pelos ideais humanistas, que colocam o homem como centro do Universo. Reproduz o mundo real, mas molda-o de acordo com o que se considera ideal. As obras refletem princípios como harmonia, ordem, lógica, equilíbrio, simetria, objetividade e refinamento. A razão é mais importante que a emoção. A adaptação aos ideais e aos problemas dos novos tempos faz com que o classicismo não seja mera imitação da Antiguidade. Na época renascentista, por exemplo, a alta burguesia italiana em ascensão, na disputa por luxo e poder com a nobreza, identifica-se com os valores laicos da arte greco-romana.

Música – A música do Renascimento ainda não exibe as características do classicismo. A simplicidade, a emoção contida e a clareza da forma clássica só aparecem nas composições após o barroco, quando as outras artes já vivem o neoclassicismo. A transição da música barroca para a clássica é feita sobretudo por Carl Philipp Emanuel Bach (1714-1788) e por Johann Christian Bach (1735-1782), filhos do compositor Johann Sebastian Bach. Os compositores passam a elaborar formas mais desenvolvidas, como a sinfonia e os concertos para instrumentos e orquestra. A sonata é a principal forma musical do período e um passo definitivo em direção à música tonal. Tem uma estrutura em três movimentos, com dois temas centrais desenvolvidos por meio de variações rítmico-melódicas e da modulação. Nela, os momentos de tensão e relaxamento tornam-se a base da construção formal de obras para instrumento solo e para quarteto de corda, trio e orquestra. Os nomes que se destacam na música clássica são os austríacos Joseph Haydn e Wolfgang Amadeus Mozart.

Literatura Total