Rio Elba na Europa

Rio Elba na Europa

O Rio Elba (Elbe em alemão e Labe em tcheco) tem 1.165km de extensão e drena uma superfície de 89.493km2. Nasce na cordilheira dos Sudetos, na fronteira entre a Polônia e a República Tcheca. Seu curso inicial atravessa a região tcheca da Boêmia em direção sudoeste, para tomar depois a orientação definitiva, apontada para o noroeste. Após breve passagem entre os contrafortes orientais dos montes Metálicos, entra no estado alemão da Saxônia. Depois de atravessar a grande planície setentrional germânica, o Elba desemboca no mar do Norte, nas proximidades de Cuxhaven.

As águas do Elba unem as regiões centro-européias interiores com o litoral setentrional em que o continente se abre para o Atlântico. O rio também constituiu, numa parte de seu curso, uma fronteira natural entre as duas antigas repúblicas alemãs.

Seus principais afluentes são o rio Moldava (em tcheco, Vltava), o Havel e o Saale. O regime fluvial é do tipo oceânico, com águas baixas durante o verão, em conseqüência da intensa evaporação e da diminuição das precipitações. Em seu trecho superior, na República Tcheca, o Elba é navegável por barcaças de até 635 toneladas até Usú bad Labem, na Boêmia e por embarcações menores até Praga, capital da República Tcheca.

Na Alemanha, o Elba encontra-se ligado, por meio de uma rede de canais, importantes vias para o escoamento de exportações, ao rio Reno (canal Mittelland) e ao mar Báltico (canal Elba-Lübeck). A bacia hidrográfica do Elba abrange algumas das mais ricas regiões agrícolas e industriais da Alemanha, e ao longo de seu longo percurso, o rio atravessa algumas importantes cidades alemãs, como Dresden, Magdeburgo, Wittenburg e Hamburgo. Esta última localizada a cerca de 115km de desembocadura do Elba, é uma das principais cidades portuárias do continente europeu.

Rio Elba na Alemanha
Rio Elba na Alemanha