Rios Tigre e Eufrates - Ásia

Rios Tigre e Eufrates - Ásia

Rios Tigre e Eufrates - Ásia
Rios Tigre e Eufrates - Mapa
O Tigre e o Eufrates nascem nas montanhas do leste da Turquia e, depois de atravessarem esse país e o norte da Síria, penetram no Iraque, onde formam uma extensa planície fluvial antes de confluírem e desembocarem no golfo Pérsico. As bacias de ambos os rios somam 673.400km2 e em sua maior parte são áridas ou semi-áridas. Entretanto, as chuvas e neves invernais da cordilheira do Taurus, na Turquia, e de Zagros, no Irã, alimentam um caudal considerável, que na foz alcança média de 1.400 m3/s. A irregularidade do fluxo de água é notável. As maiores cheias verificam-se em abril e maio, o que fertiliza a região. Os cultivos de regadio, com tradição de milhares de anos, alimentam uma densa população.

No território delimitado pelos rios Tigre e Eufrates, a Mesopotâmia, floresceram importantes civilizações antigas, como a dos sumérios e a babilônica.

O Eufrates estende-se por cerca de 2.700km e origina-se de dois rios que nascem nas montanhas armênias, o Kara-Su e o Murat. Esses rios, após um percurso acidentado na direção oeste, confluem em Keban, onde se construiu uma grande represa. Mais abaixo, o Eufrates segue para sul, atravessa a cordilheira do Taurus e penetra na Síria, onde se desvia para sudeste e recebe pela esquerda o rio al-Kabur. Entra depois no Iraque e seu curso converge com o do Tigre, ficando entre eles uma língua de terra, chamada al-Yazira ("a ilha").

O Tigre, com 1.900km, nasce também nas montanhas da Turquia e se dirige para sudeste até a fronteira turco-síria, a qual contorna num breve trecho antes de penetrar no Iraque. Recolhe as águas de boa parte da Taurus e recebe vários grandes afluentes procedentes dos montes Zagros, como o Grande Zab, o Pequeno Zab e o Diyala, que lhe dão um caudal maior que o do Eufrates.

Abaixo de Bagdá estende-se o delta comum a ambos os rios. As águas do Eufrates formam um amplo lago, o Jawral-Hamar, e uma parte considerável das águas do Tigre é desviada pelo canal de Garraf até o rio gêmeo. Por fim, ambos convergem para formar o Chat-al-Arab, que desemboca no golfo Pérsico após um percurso de 193km. Pelo Chat-al-Arab, navios sobem até Bassora, no Iraque, e Jurramshahr, no Irã. Embarcações de pequeno calado podem navegar pelo Tigre até Bagdá ou até Mossul, no norte do Iraque.

Rio Tigre
Rio Tigre 
Rio Eufrates
Rio Eufrates