Batalha de Lepanto (1571)

Batalha de Lepanto (1571)

Batalha de Lepanto (1571)
A Batalha de Lepanto travou-se entre as forças cristãs da Santa Liga, comandadas por D. João d'Áustria, irmão de Filipe II, em 7 de outubro de 1571, e a esquadra otomana. A armada cristã compreendia cerca de 200 galeras, 800 embarcações ligeiras e cerca de trinta mil homens. Era integrada por naves espanholas, venezianas e pontifícias, depois que o papa Pio V, alarmado com os progressos otomanos no Mediterrâneo ocidental (conquista de parte da ilha de Chipre), formou uma liga de países católicos. A força muçulmana era comandada por Ali Paxá.

A ameaça turca que pairava sobre a Europa ocidental através do Mediterrâneo, na segunda metade do século XVI, foi temporariamente afastada com a vitória naval de Lepanto, descrita por Cervantes, que dela tomou parte, como o maior acontecimento de todos os tempos.

Os combates tiveram lugar no golfo de Patras, perto de Lepanto. A disposição das frotas cristã e muçulmana assemelhava-se, pois as galeras se alinhavam com a artilharia na proa. D. João d'Áustria situou-se no centro da força cristã, flanqueado pelas esquadras dos venezianos Andrea Doria, à direita, e Agostino Barbarigo, à esquerda, enquanto os navios do espanhol Álvaro de Bazán cobriam a retaguarda. Do lado turco, Ali Paxá colocou-se no centro, também flanqueado por esquadras, e com uma força à retaguarda.

A superioridade das forças cristãs decidiu a batalha. As perdas de ambas as partes foram consideráveis: 15 galeras e mais de sete mil baixas do lado cristão, e 15 galeras e trinta mil homens, do lado turco. Foram capturadas 200 naves turcas e feitos prisioneiros oito mil homens.

Quando o papa Pio V morreu, a Santa Liga dissolveu-se. Os venezianos pactuaram com os turcos, e os espanhóis, com mais interesse nos Países Baixos (Holanda), abandonaram o Mediterrâneo. Lepanto foi a primeira vitória cristã contra os turcos, mas teve efeito mais moral que prático, pois à derrota tática prontamente sucedeu-se sua recuperação.

http://www-storia.blogspot.com.br/