Máquina de Costura

Máquina de Costura

Máquina de Costura

As primeiras máquinas de costura eram acionadas por manivelas ou pedais. O invento precursor da máquina de costura foi a agulha de ponta dupla, perfurada no centro, patenteada por Charles Weisenthal em 1755. Em 1790 Thomas Saint patenteou uma máquina de costura para trabalhos em couro, em que uma sovela móvel fazia os furos pelos quais o fio passava. Só em 1830 surgiu a bem-sucedida patente do alfaiate francês Barthélemy Thimonnier, que em 1841 teve suas oficinas e máquinas destruídas por operários receosos de perderem seus empregos. Thimonnier conseguiu duas novas patentes da máquina aperfeiçoada, que não foram reconhecidas no Reino Unido nem nos Estados Unidos.

Qualquer dos modelos de máquinas de costura, mesmo os mais especializados, segue os mesmos princípios básicos da invenção que revolucionou o trabalho manual das fábricas e a costura doméstica: agulha perfurada na ponta, gancho giratório e lançadeira deslizante.

Na mesma época, em Nova York, Walter Hunt apresentou um tipo de máquina de agulha curva com furo na ponta, que conduzia o fio através do tecido e formava uma laçada. Apesar das inovações do modelo, Hunt jamais obteve registro e Elias Howe passou à história como inventor da máquina de costura, por ter patenteado, em 1846, o primeiro mecanismo de uso prático. Seu principal adversário comercial foi Isaac Merrit Singer, dono de uma patente obtida em 1851. Outras versões foram registradas em 1850, por Allen Wilson, e em 1856, por James Gibb, inventor da máquina de um só fio. A partir de 1889, a Companhia Singer passou a fabricar máquinas de costura às quais se adaptava um motor elétrico.

www.klimanaturali.org