Revolta do Juazeiro (1911)

Revolta do Juazeiro (1911)

Revolta do Juazeiro (1911)A Revolta do Juazeiro (1911) foi um confronto armado entre as oligarquias cearenses e o governo federal provocado pela interferência do poder central na política estadual nas primeiras décadas do século XX no Brasil. Ocorre no sertão do Cariri, no interior do Ceará, e centraliza-se na liderança de Padre Cícero. A revolta é um exemplo da estreita ligação entre o clero católico e os coronéis, os grandes proprietários dos sertões brasileiros.

Pacto dos coronéis – Em 1911, Padre Cícero é eleito prefeito de Juazeiro do Norte com o apoio dos grandes fazendeiros locais. Para assegurar a permanência da família Acioli no governo cearense, o padre promove o chamado "pacto dos coronéis", com 17 dos principais chefes políticos da região do Cariri. Juntos, forçam a Assembleia Legislativa a rejeitar o nome de Franco Rabelo, escolhido pelo presidente Hermes da Fonseca para governar o estado. A fim de garantir a decisão, os fazendeiros armam centenas de sertanejos, inclusive bandos de jagunços e cangaceiros, e os enviam à capital, onde são contidos pelas forças federais. Franco Rabelo renuncia e Hermes da Fonseca nomeia interventor do estado o general Setembrino de Carvalho. Padre Cícero aumenta sua influência sobre a população sertaneja, que o venera como santo. Por ocasião de sua morte, em 1934, sua fama se espalha pelo nordeste e norte do país.

http://www-storia.blogspot.com.br/