sábado, 18 de março de 2017

Tigres Asiáticos na Ásia

Tigres Asiáticos na Ásia

Tigres Asiáticos, Países do Sudeste Asiático
Expressão usada para designar países como a Coreia do Sul, Taiwan e países do Sudeste Asiático com desempenho econômico excepcional entre as décadas de 60 e 80. A crise no sistema financeiro desses países ocasionam a fuga de capitais e a especulação a partir de meados de 1997. Isso leva a Tailândia, Malásia, Indonésia, Filipinas, Cingapura, Taiwan (Formosa) e Coreia do Sul a desvalorizar suas moedas. Alguns países, como Tailândia e Coreia do Sul, recorrem ao FMI para conseguir novos empréstimos e ajustar a economia. Os coreanos recebem o maior aporte financeiro: US$ 57 bilhões.A crise financeira nesses países repercute nas bolsas de valores de todo o mundo, que apresentam forte queda a partir de outubro de 1997. O movimento atinge em cheio o Japão, cujo sistema bancário se enfraquece muito. Coreia do Sul, Taiwan (Formosa), Hong Kong e Cingapura apresentam altas taxas de crescimento desde os anos 60. Já Tailândia, Indonésia e Malásia, chamados novos Tigres, deslancham na década seguinte. Recentemente, Filipinas e Vietnã também se destacam. Até a metade dos anos 90, eles obtêm crescimento anual em torno de 8%, mantendo-se próximos dessa taxa mesmo em épocas menos favoráveis na economia mundial. A partir desta década, no entanto, o crescimento das exportações cai rapidamente e a maioria desses países apresenta elevados déficits em conta corrente.Até os anos 90, o desempenho dos Tigres Asiáticos se baseia no aumento das exportações de bens de consumo aos mercados da América do Norte, Ásia e Europa. Os setores mais dinâmicos são vestuário, eletroeletrônicos e computadores. Entre os fatores que favorecem esse crescimento acelerado estão as altas taxas de poupança e investimento, que em alguns países chegam a 40% do PIB; boa qualificação da mão-de-obra, resultante da ênfase no ensino básico; e salários baixos. Em alguns países há o incentivo do governo nos setores estratégicos, como é o caso da Coreia do Sul. Já outros, como Hong Kong, têm sua base mais apoiada no livre mercado. De qualquer modo, todos mantêm estabilidade política e econômica, muitas vezes por meio de governos autoritários.Os anos de rápido crescimento, no entanto, provocaram aumento nos salários e perda de competitividade. Por conta disso, a China entra no páreo, já que ali os salários são ainda menores, e consegue arrebatar boa parte do mercado de seus vizinhos. Outro problema para os Tigres é o rápido crescimento dos empréstimos externos e a especulação imobiliária, o que compromete a saúde do sistema bancário e repercute negativamente na economia. Para os próximos anos espera-se que os países tenham crescimento bem inferior ao alcançado nas últimas décadas. A Tailândia, por exemplo, registra crescimento próximo de zero em 1998.

Geografia Total