República da Espada e a República Velha (1889 – 1930)

República da Espada e a República Velha (1889 – 1930)

República da Espada no Brasil (1889-1894) República da Espada no Brasil (1889-1894)O período entre os anos de 1889 e 1894 ficou conhecido como República da Espada. Tal nome foi empregado devido ao fato de o Brasil ter sido governado por uma junta militar, formada pelos militares Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Para alguns, esta foi a primeira ditadura militar da história da nação brasileira.

Após a Proclamação da República em 1889, a primeira mudança ocorrida no Brasil foi a expulsão da família real. Logo no dia seguinte, D. Pedro II e seus familiares retornaram a Portugal. Além disso, antigas estruturas políticas foram desfeitas, como as Assembleias Provinciais e Câmaras Municipais, sem contar a designação de novos governadores em cada província.

O marechal Deodoro da Fonseca foi eleito de forma indireta e acabou se transformando no primeiro presidente do Brasil. Deodoro instaurou a separação entre Estado e Igreja e convocou uma Assembleia Constituinte em junho de 1890, a qual resultou na elaboração da Constituição de 1891. Foi no governo do marechal que foi criada a política econômica conhecida como encilhamento, o que, de fato, resultou em uma profunda crise financeira. Tal situação, aliada ao autoritarismo e à falta de diplomacia de Deodoro agravou a situação política no Brasil, resultando na renúncia do presidente.

Seu vice, o também marechal Floriano Peixoto, assumiu a presidência e acabou governando até 1894. Embora Floriano também tenha usado de violência para acabar com conflitos (ficou conhecido como o “Marechal de Ferro”), como a Revolta da Armada e a Revolta Federalista, seu governo foi bem avaliado na opinião popular, uma vez que o mesmo adotou políticas que favoreciam as classes mais baixas.

Floriano Peixoto abaixou os preços dos imóveis, estatizou a moeda e estimulou o crescimento da indústria. Em outras palavras, Peixoto consolidou a República. Como os grandes fazendeiros paulistas e mineiros, detentores do poder político na época, estavam ao seu lado, Floriano Peixoto acabou organizando o processo eleitoral que daria vitória a Prudente de Morais, cafeicultor paulista.

República Velha (1894 – 1930)República Velha (1894 – 1930)

República Velha ou Primeira República é o nome que se dá ao período da história do Brasil que vai da Proclamação da República, em 1889, até a Revolução de 1930. A República Velha é dividida em duas fases.

A primeira delas é denominada República da Espada (1889 – 1894). Nesta fase, o Brasil sofreu as primeiras mudanças após a Proclamação da República, teve a promulgação de sua primeira Constituição Republicana e viu o governo de seus dois primeiros presidentes: os militares Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Ambos governaram a nação brasileira com rigidez e reagiram com firmeza às diversas revoltas que surgiram na época e àqueles que defendiam a volta da monarquia.

A segunda fase da República Velha é chamada República Oligárquica (1894 – 1930). A mesma foi marcada pelo domínio das elites rurais de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, pela política café-com-leite, pelo coronelismo, entre inúmeras revoltas de cunho social.

A República Velha se findou em 1930, quando revoltosos descontentes com a política café-com-leite lutaram pela escolha de um novo governo, iniciando assim a Era Vargas.

http://www-storia.blogspot.com.br/