Sorgo (Sorghum vulgare)

Sorgo (Sorghum vulgare)

#Sorgo (Sorghum vulgare)Planta herbácea anual da família das gramíneas, a mesma do arroz, do trigo e do milho, o sorgo (Sorghum vulgare) se apresenta em grandes grupos de variedades ou cultivares, entre os quais se destacam o vassoura, o granífero, o forrageiro e o doce ou sacarino. No aspecto geral, a planta tem certa semelhança com o milho, mas seus grãos são bem menores e seu sistema de raízes é muito mais extenso e profundo, o que torna o sorgo extremamente resistente às secas.

Principal cereal da África, de onde se crê que seja nativo, o sorgo é plantado em larga escala na Índia, China, Tailândia, Argentina e Estados Unidos. No Brasil, onde só começou a ser difundido nas últimas décadas do século XX, seu cultivo se faz principalmente nos estados do Sul, onde o empregam bastante para substituir o milho como ração animal.

Os tipos cultivados para produção de grãos (sorgos graníferos) são conhecidos como durra, milho egípcio, grande milhete, ou milhete indiano. Seus grãos comestíveis, brancos, amarelos, vermelhos, castanhos ou pardos, têm composição química equivalente à dos grãos de milho, com maior teor de proteínas (dez por cento) e menor de gorduras (3,4%). Os grãos de sorgo, usados na produção de farinha, óleo, dextrose e diversas bebidas alcoólicas fermentadas, contêm ainda cálcio e pequenas quantidades de ferro, vitamina B1 e ácido nicotínico. Os sorgos doces, cujos colmos ou caules têm alto teor de sacarose, são cultivados principalmente como forragem e para a extração de álcool e melaço.

www.klimanaturali.org