Zona da Mata Nordestina

Zona da Mata Nordestina

Zona da Mata NordestinaNa Zona da Mata Nordestina, principal área econômica do Nordeste, localizam-se algumas das maiores cidades da região, tais como Recife (Pernambuco), Salvador (Bahia), Maceió (Alagoas), Aracaju (Sergipe), Natal (Rio Grande do Norte) e João Pessoa (Paraíba), e dois polos industriais, nas áreas metropolitanas de Salvador e Recife.

Localizada entre o agreste e o oceano Atlântico, a Zona da Mata Nordestina não sofre os efeitos das secas e se caracteriza pela exuberância e grande porte da vegetação e pela fertilidade do solo. Sua denominação deriva da cobertura vegetal original, a mata atlântica, floresta tropical que recobria a fachada atlântica do país e foi derrubada de maneira sistemática após o início da colonização, a partir do século XVI, com vistas à utilização das terras para a agricultura. Essa derrubada tornou-se intensa com a monocultura da cana-de-açúcar, que ali encontrou, além de condições ideais de produção, facilidade para o escoamento do produto.

Constituíram-se na Zona da Mata Nordestina, primeira região do Nordeste a ser ocupada, grandes propriedades destinadas ao cultivo da cana e à produção de açúcar. Essas propriedades logo se organizaram em comunidades praticamente autônomas que, pela necessidade de mão-de-obra, recorreram ao trabalho escravo do negro. Estabeleceram-se desse modo focos de mestiçagem que tiveram influência decisiva na formação étnica e cultural da região.

Geografia Total