Organização do Tratado do Atlântico Norte - OTAN

Organização do Tratado do Atlântico Norte - OTAN

#OTAN -Organização do Tratado do Atlântico Norte  Criada em 1949, em plena Guerra Fria, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) surge como uma aliança militar das nações capitalistas ocidentais em oposição aos países do bloco socialista. A partir dos anos 1960 intensifica-se no organismo a hegemonia norte-americana. Contrariada, a França retira-se do comando militar em 1966, mas permanece como Estado membro, retornando à condição plena em 1993.

Expansão para o Leste – Após a queda do comunismo no Leste Europeu, a Otan busca incluir algumas nações que haviam pertencido ao antigo bloco liderado pela União Soviética. A Federação Russa, em troca de seu ingresso no Grupo dos Oito (G-8), assina, em 1997, um acordo de cooperação. Como resultado do acordo, em 1999, Polônia, República Tcheca e Hungria tornam-se membros da Otan. Em março de 2004 entram mais sete países do Leste: Bulgária, Estônia, Letônia, Lituânia, Romênia, Eslováquia e Eslovênia. Existem ainda três países aspirantes: Albânia, Croácia e Macedônia.

Em 1999, a Otan realiza sua primeira operação militar em 50 anos de história ao comandar a ampla ofensiva militar na Iugoslávia, para interromper os massacres da população albanesa da província de Kosovo. E, após o fim da guerra, é autorizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) a enviar a Kosovo uma Força de Implementação de Paz (KFOR). Em agosto de 2003, a Otan assume a segurança de Cabul, a capital do Afeganistão, em sua primeira missão fora da Europa.

Otan-Rússia – Criado em maio de 2002, o Conselho Otan-Rússia, que substitui o acordo de 1997, permite ao governo da Federação Russa participar de decisões relativas ao combate ao terrorismo e à proliferação de armas de destruição em massa.

Guerra do Iraque – A organização dá proteção à Turquia e apoio logístico à ação militar da Polônia na Guerra do Iraque. Em 2004, a Otan assume o compromisso de ajudar na formação e no treinamento das Forças Armadas do atual governo iraquiano.

Membros Alemanha, Bélgica, Bulgária, Canadá, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Turquia.

Endereço – Blvd. Léopold III, 1110, Bruxelas, Bélgica.